Agência Telebrasil
Expediente
Telebrasil



O SindiTelebrasil agora é Conexis Brasil Digital. Saiba mais.

Nokia quer ser orquestrador do 5G brasileiro e defende estratégia Open RAN
Agência Telebrasil
29/09/2020

Para o CEO da fabricante, Luiz Tonisi, o modelo de negócios do 5G será o B2B2C. Executivo prevê ainda que o impacto da nova tecnologia na economia será de US$ 1,2 trilhão até 2035.

O CEO da Nokia do Brasil, Luiz Tonisi, reafirmou, ao participar do Painel Telebrasil 2020, nesta terça-feira, 29/09, que a fabricante quer se tornar o principal orquestrador para o 5G, atendendo a todo o ecossistema – operadoras, provedores de internet e verticais de mercado. Tonisi lembrou que a Nokia tem 35% dos acessos via banda larga, 45% do tráfego IP e mais de 12 mil estações radiobase prontas para o 5G.  Também demarcou o alinhamento da companhia ao movimento Open RAN.

“Queremos uma rede que seja para todos. Somos o primeiro provedor global a fazer parte do Open RAN Policy e da coalizão Open RAN Alliance. Tudo o que estivermos produzindo a partir do próximo ano já será Open RAN ready, o que vai permitir ter uma rede dedicada e manter o nível de segurança”, afirmou Tonisi. “Nós acreditamos no Open RAN como sendo provavelmente uma plataforma de desenvolvimento do 5G brasileiro”, acrescentou.

Para o executivo, o modelo de negócios para o 5G será o B2B2C. “Imagine a oportunidade de se digitalizar o Brasil e os segmentos. Nós já temos experiência, hoje, sobre saltos de produtividade. Nunca veremos um salto de produtividade tão grande quanto o que será obtido com o advento do 5G”, enfatizou. “Já temos casos com a Vivo e a Vale aumentando a produtividade dos caminhões autônomos em Carajás/PA. No agro, em parceria com a TIM, estamos cobrindo 5,5 milhões de hectares. E anunciamos há duas semanas o Open Lab para Indústria 4.0”, enumerou Tonisi.

Na economia, o impacto será de US$ 1,2 trilhão até 2035, com um incremento de um ponto percentual ao ano no PIB. O 5G, assegurou o CEO da Nokia, vai reinventar a mídia digital, saindo do mundo 2D para o 3D. Segundo ele, com experiência aprimorada de educação, atendimento remoto de saúde, games de baixa latência e serviços diferenciados proporcionados pelo networking slicing, “a forma de interagirmos com o mundo será diferente, assim como a forma de o mundo interagir conosco.”

Acompanhe o Painel Telebrasil 2020 no site www.paineltelebrasil.org.br

LEIA TAMBÉM:

29/09/2020
Conexis Brasil Digital: Telecomunicações nos mantêm conectados ao que realmente importa

29/09/2020
BNDES quer ser o articulador para o Brasil ter mais infraestrutura

29/09/2020
Novas regras dão maior segurança para investimentos em telecom

29/09/2020
TIM: Brasil pode se tornar líder em 5G com Open RAN

29/09/2020
Segurança no 5G está no centro das atenções da Comissão Europeia

29/09/2020
Fórum 5G Brasil lança documento sobre o impacto da nova geração de comunicações móveis

29/09/2020
Nokia quer ser orquestrador do 5G brasileiro e defende estratégia Open RAN

29/09/2020
Adidas Brasil: mais que aumentar as vendas online, a hora é de inovar nos produtos

29/09/2020
Siemens do Brasil: grande revolução do 5G será a Internet das Coisas

29/09/2020
5G tornará a conexão entre veículos, condutores e passageiros mais segura, sustentável e divertida



Painel Telebrasil 2020 - Evento Digital - 08, 15, 22 e 29 de setembro 

Soluções para o 5G serão técnicas e Ministério das Comunicações fará diálogo com operadoras

Resultados de reunião entre empresas de telecomunicações associadas à Conexis e o ministro Fabio Faria foram considerados posit ...

LEIA MAIS



Leis da desoneração do IoT e que moderniza o Fust trazem avanços para as telecomunicações

Sanção do PL 172/2020, no entanto, deixou de fora mecanismo que daria maior efetividade aos investimentos em políticas públicas ...

LEIA MAIS



Mitsubishi Electric cria programa de capacitação gratuita nas novas tecnologias

Empresa global de automação centraliza os treinamentos em big data, machine learning e IoT. As aulas acontecem por meio de apre ...

LEIA MAIS



Organizações reclamam da falta de qualificação dos profissionais de Internet das Coisas

Lacuna de habilidades é um dos pontos críticos para o incremento dos negócios conectados, revela a pesquisa IoT Signals, produz ...

LEIA MAIS




Agência Telebrasil © 2018-2020 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte