Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

Transformação digital à frente, setor de TICs projeta investimentos de R$ 742,3 bilhões no Brasil até 2022
Agência Telebrasil
07/05/2019

Estudo setorial produzido pela Brasscom prevê um crescimento entre 8% e 9% para TICs em 2019. A aprovação do PLC 79, que muda o marco legal das telecomunicações, será decisiva para a expansão da banda larga e das ofertas de serviços digitais.

Estudo setorial produzido pela Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação projeta que no período de 2019 a 2022 serão investidos R$ 742,3 bilhões em TICs no Brasil. Quase a metade desse montante, ou R$ 345,5 bilhões, irá se destinar a tecnologias voltadas para a transformação digital. Para telecomunicações, irão R$ 396,8 bilhões. Em 2018, mesmo com a crise econômica, o setor de TICs aumentou 2,5%, e há a estimativa para 2019 de um crescimento entre 8% e 9%, em função da necessidade de o País se transformar.

No estudo, que usou análises das consultorias IDC e Frost&Sullivan, a banda larga mostra um avanço de 5,7% ao ano, com um movimento de R$ 400 bilhões até 2022, desde que o PLC 79/16 – projeto de lei que atualiza o marco legal das telecomunicações – seja aprovado no Congresso Nacional. Entre as tecnologias de transformação digital, os investimentos são de R$ 345,5 bilhões, a uma taxa de 19,3% ao ano. Uma área ganha atenção especial: a robótica, voltada para a indústria 4.0, em que há uma estimativa de movimento de R$ 23 bilhões em quatro anos.

No ano passado, o agregado das TICs chegou a R$ 479,1 bilhões, 2,5% acima de 2017. O segmento de software e serviços cresceu 4,2%, para R$ 197,4 bilhões, enquanto em telecomunicações a alta foi de 1,3%, para R$ 237,9 bilhões. Além disso, a produção de TI in-house ampliou-se em 1,5%, para R$ 43,8 bilhões. O avanço dos serviços relacionados a computação em nuvem foi destaque, com crescimento de 55,4% em 2018 e previsão de 26% ao ano até 2022. Os investimentos em cloud devem chegar a R$ 77,8 bilhões.

Entre as tecnologias de transformação digital, Internet das Coisas tem uma estimativa de crescimento de R$ 155,2 bilhões. Logo depois, aparece Big Data & Analytics, com R$ 61,1 bilhões e crescimento anual de 10%. Segurança da Informação surge com R$ 8,9 bilhões e taxa de crescimento de 15%. O relatório mostra ainda a força da Inteligência Artificial, com aportes estimados em R$ 2,5 bilhões e taxa de crescimento de 29% ao ano. Clique aqui e tenha acesso ao estudo completo.

TICS - Tecnologias da Informação e da Comunicação
Brasscom - Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação

LEIA TAMBÉM:

23/08/2019
Seis em cada dez internautas fizeram compras por meio de aplicativos

15/08/2019
BRICS: Telecomunicações são essenciais à economia digital

06/08/2019
ConTIC declara apoio integral à aprovação da MP da Liberdade Econômica

02/08/2019
Telecomunicações e Finanças lideram adoção da transformação digital

02/08/2019
Seis em cada 10 brasileiros usam meios digitais de pagamentos

29/07/2019
Sem pessoal, o sistema de Ciência e Tecnologia está em risco no Brasil

11/07/2019
Profissional do futuro é atento, curioso e despreza a zona de conforto

28/06/2019
Formação de mão de obra atual não atende demanda do setor de TICs

19/06/2019
Ranking Cidades Amigas da Internet tem São José dos Campos na liderança e Porto Alegre como a melhor capital

19/06/2019
Após simplificar processo de instalação de antenas, São José dos Campos se torna a primeira no Ranking Cidades Amigas da Internet




Mitsubishi Electric cria programa de capacitação gratuita nas novas tecnologias

Empresa global de automação centraliza os treinamentos em big data, machine learning e Internet das Coisas. As aulas acontecem ...

LEIA MAIS



Especialistas descartam impacto de antenas e smartphones na saúde

Cobertura especial feita pela Newsletter Telebrasil mostra a falta de fundamento científico na onda de desinformação que avanço ...

LEIA MAIS



"Não há provas científicas contra antenas e telefones celulares", diz Renato Sabbatini

O CEO do Instituto Edumed e autor do relatório científico sobre o tema na Comissão Latino-americana de Altas Frequências e Saúd ...

LEIA MAIS



Potência de antenas celulares é muito baixa para causar danos à saúde

A afirmação é do diretor do Instituto Nacional de Telecomunicações, Carlos Nazareth Motta Marins. Ele refuta qualquer possibili ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018-2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte