Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

TIM faz testes de 5G em Florianópolis, Campina Grande e Santa Rita do Sapucaí
Agência Telebrasil
22/05/2019

Prestadora está usando a faixa de 3,5 GHz, que a Anatel pretende leiloar em 2020, para verificar o impacto de aplicações da nova tecnologia, especialmente no uso da conexão móvel como substituta dos acessos em fibra óptica.

Ao participar do Painel Telebrasil 2019, nesta quarta-feira, 22/05, o presidente da TIM Brasil, Pietro Labriola, anunciou o lançamento de três testes de 5G, utilizando a faixa de 3,5 GHz e equipamentos dos três principais fornecedores – Huawei, Ericsson e Nokia. “É um primeiro teste para entender melhor o funcionamento da tecnologia. Teste em laboratório é uma coisa. Quando está fora, podemos entender melhor se temos problemas de interferência, por exemplo”, afirmou Labriola, ao falar das perspectivas da nova onda tecnológica.

O primeiro teste acontece em Florianópolis/SC, em parceria com a Fundação CERTI e equipamentos da Huawei. O foco, segundo Labriola, é o uso do 5G como alternativa aos acessos em fibra óptica na última milha. “Estamos inicialmente fazendo testes sobre acessos fixos sem fio, tendo em vista que o 5G pode ajudar a substituir o FTTH, a rede fixa, pela rede móvel. A rede fixa, para o tamanho do Brasil, precisa de tecnologia complementar”, explicou o presidente da TIM Brasil.

A outra iniciativa é em parceria com a Ericsson e o Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), em Santa Rita do Sapucaí/MG. Segundo a empresa, envolve a implantação de soluções inteligentes para iluminação, segurança e rastreamento de veículos, no contexto das expectativas para a Internet das Coisas. “Estamos testando também alguma solução de realidade virtual e outros. E aguardamos para fechar com a Itália a possibilidade de fazer o mesmo teste feito lá com carros autônomos”, revelou Labriola.

Um terceiro teste é em Campina Grande/PB, em parceria com a Nokia e o Núcleo de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação em Tecnologia da Informação, Comunicação e Automação (Virtus) da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). O foco lá são soluções para cidades inteligentes, utilizando a plataforma NB-IoT.

Como destacou durante a apresentação no Painel, a implantação do 5G no Brasil exige soluções para problemas já enfrentados pelas prestadoras. “O primeiro assunto é resolver rapidamente o processo de licenciamento das antenas. O 5G precisa não só de antenas, mas de small cells, então esse processo precisa ser muito rápido para evitar o risco de comprar a frequência e não conseguirmos implantar. Outro problema é a cobrança do Fistel sobre IoT. Porque quando se trabalha em um mercado de máquina a máquina com ARPU mensal de R$ 2, R$ 3, a taxa sobre isso faz o negócio inviável.”

Para fazer os testes, a TIM obteve autorização da Anatel para utilizar 100 MHz na faixa de 3,5 GHz – considerada pela agência como a frequência pioneira para o 5G no País – por um prazo inicial de 60 dias, que pode ser prorrogado. A empresa espera fazer o lançamento comercial da tecnologia no Brasil em 2021.

LEIA TAMBÉM:

12/06/2019
Painel Telebrasil aponta caminhos para um novo ciclo de investimentos

12/06/2019
Qualcomm: 5G tem papel crucial na transformação digital e na competitividade da economia

11/06/2019
Transformação digital exige vontade política para destravar investimentos

11/06/2019
Huawei: TICs são a base da era das coisas conectadas e inteligentes

11/06/2019
Brasil Digital passa por uma mudança de cultura

11/06/2019
Nokia: Para trazer mais investimentos, o Brasil precisa de reformas macro e microeconômicas

11/06/2019
Prestadoras são os grandes atores da plataforma digital

11/06/2019
Ericsson: um ano de atraso na implantação do 5G e o governo deixará de arrecadar R$ 25 bilhões até 2025

11/06/2019
Aprovação do PLC 79/16 é essencial para políticas públicas de inclusão digital

11/06/2019
Cobertura e qualidade de serviços dependem de avanços nas condições de investir e instalar redes




Hospital Santa Paula investe na personalização do atendimento com transformação digital

Instituição adota novas tecnologias, mas, mais do que tudo, investe na qualificação do profissional para lidar com as novas fer ...

LEIA MAIS



Só com mão de obra capacitada, o Brasil terá uma agricultura 4.0

Com o maior uso de tecnologia, há uma demanda significativa de profissionais para o campo com o domínio de TICs, diz a chefe-ge ...

LEIA MAIS



A economia digital é prioridade na agenda de companhias e governo

Na nova era, estratégias baseadas na utilização e massificação das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) são essenciai ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018-2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte