Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

SindiTelebrasil propõe criação de coalizão para conectar o Brasil
Agência Telebrasil
12/02/2020

O presidente executivo do SindiTelebrasil, Marcos Ferrari, propôs hoje a criação da Coalizão Brasil Conectado com o objetivo de integrar várias associações, órgãos de governo, parlamentares e agência reguladora para atuar juntos na ampliação da conectividade no País. A proposta foi apresentada nesta quarta-feira, 12, durante o lançamento da Aliança Conecta Brasil F4.

"Sugiro criarmos uma coalizão, que reúna diversas entidades, para apresentar ao governo, em um prazo de aproximadamente seis meses, nossos pleitos comuns. O SindiTelebrasil se coloca à disposição para fazer essa articulação”, disse Ferrari durante os debates sobre políticas e estratégias regulatórias para a banda larga, que reuniu representantes da Abrint, Bravi, Neo Associação, Abert e Movimento Brasil Digital. 

O presidente da Anatel, Leonardo de Morais, também presente ao evento, disse é fundamental que os diversos segmentos tenham uma voz ativa para trabalhar em temas em que os integrantes tenham objetivos comuns. O ex-deputado Daniel Viela, que é coordenador da Aliança Conecta Brasil F4, também apoiou a ideia, ressaltando a importância de buscar o governo para dentro da coalizão.  

Durante os debates, Ferrari pontuou a necessidade de dar maior foco, nas políticas públicas, para a expansão da cobertura, com o objetivo de garantir a universalização do acesso à banda, especialmente nas regras para o 5G. 

Ele lembrou que a proposta de edital de 5G, colocada em consulta pública pela Anatel, já propõe a ampliação de cobertura mediante obrigações. Mas reforçou a necessidade de o leilão das licenças ser sem o viés arrecadatório. “Um dos pontos que defendemos é que seja um leilão não arrecadatório. Importante ouvir isso do ministro da Economia, Paulo Guedes”, ponderando que quanto maior a outorga menores serão os investimentos e a ampliação da cobertura.

Ferrari ressaltou ainda a necessidade de modernização das leis municipais de licenciamento de antenas de celular, para dar agilidade ao processo de autorização para a expansão das redes. Pontou também a importância da utilização dos recursos dos fundos setoriais para expandir os serviços a áreas sem rentabilidade econômica e a redução da carga tributária sobre telecomunicações, especialmente para tornar viável a Internet das Coisas.

LEIA TAMBÉM:

27/05/2020
Telecom mostra ser essencial para apoiar a economia

27/05/2020
Transformação digital fica como legado para o País

27/05/2020
Uso dos meios digitais transformou o Brasil

13/05/2020
Compras pela internet serão novo normal pós Covid-19

29/04/2020
Empresas usam mais Internet e redes sociais

24/03/2020
Barrar a conectividade é excluir o município da economia digital

12/02/2020
SindiTelebrasil propõe criação de coalizão para conectar o Brasil

06/01/2020
Cidades inteligentes dependem de infraestrutura de telecom

06/01/2020
Anatel: quanto mais torres, menos radiação

06/01/2020
Boas práticas na infraestrutura melhoram indicadores socioeconômicos




Usuários de serviços de telecom pagaram R$ 65 bilhões em tributos no ano passado

Recolhimento foi o mais alto dos últimos 20 anos, tanto em volume arrecadado quanto em percentual sobre a receita.

...

LEIA MAIS



30 governos já usam plataforma das operadoras para medir isolamento social

Durante a live “Mobile Big Data no combate à pandemia”, do Mobile Time, o presidente-executivo do ...

LEIA MAIS



Mitsubishi Electric cria programa de capacitação gratuita nas novas tecnologias

Empresa global de automação centraliza os treinamentos em big data, machine learning e IoT. As aulas acontecem por meio de apre ...

LEIA MAIS



Organizações reclamam da falta de qualificação dos profissionais de Internet das Coisas

Lacuna de habilidades é um dos pontos críticos para o incremento dos negócios conectados, revela a pesquisa IoT Signals, produz ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018-2020 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte