Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

SindiTelebrasil participa de audiência pública na Câmara para discutir regras para licenciamento de antenas
Agência Telebrasil
01/11/2019

PL do silêncio positivo prevê a concessão de licença tácita, em regime precário, caso não haja manifestação do município no prazo de 60 dias após a solicitação de licenciamento

O SindiTelebrasil participou nesta quinta-feira (31) de audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados para debater o projeto de Lei do Silêncio Positivo (8.518/17), que prevê a concessão de licença tácita, em regime precário, para a instalação de antenas de telecomunicações caso não haja manifestação do município no prazo de 60 dias após a solicitação de licenciamento.

O autor do projeto, deputado Vitor Lippi (PSDB-SP), explicou que a proposta tem o objetivo de dar agilidade aos processos de licenciamento de antenas, que hoje levam em média de um a dois anos para a liberação de licenças. Segundo ele, o projeto vai ajudar a sociedade a ampliar a conectividade. “A burocracia não pode impedir o desenvolvimento do Brasil e a inclusão digital”, afirmou.

O secretário-executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Júlio Semeghini, que participou da audiência, considera o projeto como um passo importante que deve ser complementado com outras medidas.  “Temos que permitir que os investimentos sejam feitos”, afirmou o secretário, lembrando a nova tecnologia 5G vai precisar de um número bem maior de antenas.

O MCTIC, segundo o secretário, está preparando um decreto para regulamentar a Lei de Antenas. “Temos que trabalhar a antena não como uma edificação, mas como um equipamento”, acrescentou Semeghini, afirmando que vários municípios usam no processo de licenciamento de antenas as mesmas exigências feitas para imóveis.

O presidente da Frente Nacional de Prefeitos, Jonas Donizette, e prefeito de Campinas, disse que o projeto é muito importante porque mantém a autonomia do município e favorece a população. “A infraestrutura de telecomunicação é uma necessidade das pessoas”, afirmou. Segundo ele, as antenas atuais são pequenas e não contrastam mais com a paisagem urbana. “Elas não são mais as estruturas gigantes, são do tamanho de um prato e podem ser colocadas em qualquer lugar”.

O representante do SindiTelebrasil, Ricardo Dieckmann, falou da importância de se ter um licenciamento ágil de antenas pelos municípios, para acompanhar o mesmo ritmo crescente da demanda pelos serviços. “Atualmente, há 4 mil pedidos de instalação de novas antenas aguardando licenciamento em todo o País, o vão gerar investimento imediato de R$ 2 bilhões de reais nos municípios e 45 mil empregos”, afirmou.

LEIA TAMBÉM:

12/11/2019
Câmara de Belo Horizonte discute lei das antenas municipal

07/11/2019
"Há regiões de São Paulo sem voz e dados por falta de antenas", afirma governador João Dória

07/11/2019
Brasil tem 4 mil antenas na fila do licenciamento municipal

01/11/2019
SindiTelebrasil participa de audiência pública na Câmara para discutir regras para licenciamento de antenas

03/10/2019
Sem conectividade, Brasil fica ainda mais longe da economia digital

03/10/2019
Belo Horizonte precisa atualizar sua legislação para ter conectividade, indústria 4.0 e economia digital

02/10/2019
Belo Horizonte sedia fórum para debater novas tecnologias e desafios para a instalação de antenas de celular

20/09/2019
Representantes do MCTIC, da Anatel e especialistas participam em BH do Fórum Cidades Inteligentes, IoT e Conectividade

10/09/2019
Fórum debate novas tecnologias e desafios para a instalação de antenas de celular em BH

09/09/2019
Antenas estão em todo lugar e não são um risco à saúde




Testes comprovam a viabilidade técnica da convivência entre o 5G e parabólicas

Relatório da Fundação CPqD, com base nos testes da Anatel, atesta que é possível eliminar totalmente as interferências com a ut ...

LEIA MAIS



Futuro do trabalho: Saiba quais são os 10 comportamentos essenciais para ser um profissional em TICs

Inteligência emocional, pensamento analítico, criatividade são alguns dos comportamentos exigidos no novo modelo de trabalho. E ...

LEIA MAIS



Mitsubishi Electric cria programa de capacitação gratuita nas novas tecnologias

Empresa global de automação centraliza os treinamentos em big data, machine learning e IoT. As aulas acontecem por meio de apre ...

LEIA MAIS



Organizações reclamam da falta de qualificação dos profissionais de Internet das Coisas

Lacuna de habilidades é um dos pontos críticos para o incremento dos negócios conectados, revela a pesquisa IoT Signals, produz ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018-2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte