" /> Senadores prometem ter PLC 79/16 como prioridade de votação - Agência Telebrasil


Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

Senadores prometem ter PLC 79/16 como prioridade de votação
Agência Telebrasil
21/05/2019

Os senadores Arolde de Oliveira e Eduardo Gomes asseguram, no Painel Telebrasil 2019, a disposição de fazer andar a agenda do setor de telecomunicações no Senado Federal. "Nossa principal meta é aprovar o PLC 79/16 e depois a reforma tributária para o setor", garante Arolde de Oliveira.

O PLC 79/2016 vai trazer um grande alívio e será uma porta de oportunidade ao setor das telecomunicações no Brasil, destacou o senador Arolde de Oliveira (PSD-RJ) durante sua fala na solenidade de abertura do Painel Telebrasil 2019, nesta terça-feira, 21/05. "Nossa principal meta é aprovar o PLC 79/2016 e depois partir para reforma tributária para as telecomunicações, que, como foi falado no evento, é prioritária para o setor", ressaltou. Ele acrescentou que, como o digital está no centro das grandes transformações em todas as áreas da atividade humana, o Congresso Nacional tem a responsabilidade de fazer com que os projetos sejam aprovados.

O senador carioca também apontou a necessidade da aprovação da Reforma da Previdência. "Temos, no Congresso, medidas encaminhadas pelo Governo com reformas que são necessárias para o País, sendo a principal delas a da Previdência, que, uma vez aprovada, trará um sentido regenerativo para a economia brasileira", disse.

Também presente à solenidade de abertura do Painel Telebrasil 2019, o senador Eduardo Gomes (MDB-TO) afirmou que o PLC 79 vai receber ritmo diferente agora no Congresso Nacional. "Vamos nos ajustar e fazer a agenda dos ajustes necessários para o Brasil." Reforçando o coro das mudanças, o senador Wellington Fagundes (PL-MT) ressaltou que o objetivo é modernizar o Brasil.

"Temos de fazer uma convergência com o governo e o empresariado para que se possa produzir mais. Tive a oportunidade de votar a privatização [das telecomunicações] e aqui estamos de novo para novos desafios. Quero ajudar para propiciar para as futuras gerações condições de igualdade comparadas com as de qualquer outra potência”, finalizou.

LEIA TAMBÉM:

26/07/2019
Transformação Digital para um novo Brasil é o tema da revista do Painel Telebrasil 2019

18/06/2019
Anatel diz que regulamentação não será entrave para Internet das Coisas

18/06/2019
LCA Consultores: Brasil Digital requer dar prioridade às telecomunicações

17/06/2019
Brasil precisa criar diretrizes em inteligência artificial

12/06/2019
Painel Telebrasil aponta caminhos para um novo ciclo de investimentos

12/06/2019
Qualcomm: 5G tem papel crucial na transformação digital e na competitividade da economia

11/06/2019
Transformação digital exige vontade política para destravar investimentos

11/06/2019
Huawei: TICs são a base da era das coisas conectadas e inteligentes

11/06/2019
Brasil Digital passa por uma mudança de cultura

11/06/2019
Nokia: Para trazer mais investimentos, o Brasil precisa de reformas macro e microeconômicas




Mitsubishi Electric cria programa de capacitação gratuita nas novas tecnologias

Empresa global de automação centraliza os treinamentos em big data, machine learning e Internet das Coisas. As aulas acontecem ...

LEIA MAIS



Especialistas descartam impacto de antenas e smartphones na saúde

Cobertura especial feita pela Newsletter Telebrasil mostra a falta de fundamento científico na onda de desinformação que avanço ...

LEIA MAIS



"Não há provas científicas contra antenas e telefones celulares", diz Renato Sabbatini

O CEO do Instituto Edumed e autor do relatório científico sobre o tema na Comissão Latino-americana de Altas Frequências e Saúd ...

LEIA MAIS



Potência de antenas celulares é muito baixa para causar danos à saúde

A afirmação é do diretor do Instituto Nacional de Telecomunicações, Carlos Nazareth Motta Marins. Ele refuta qualquer possibili ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018-2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte