Agência Telebrasil
Expediente
Telebrasil



  • 8, 15, 22 e 29 de setembro, 2020 - Evento Digital

São José dos Campos, Santo André e João Pessoa são destaques do Ranking das Cidades Amigas da Internet 2020
Agência Telebrasil
25/08/2020

Cidades revisaram suas legislações e favoreceram à implantação de infraestrutura de telecomunicações e a oferta de serviços inteligentes.

São José dos Campos, Santo André e João Pessoa foram os destaques da edição 2020 do Ranking Das Cidades Amigas da Internet e de Serviços Inteligentes, feito pelo SindiTelebrasil, com o Teleco. São José dos Campos (SP) se sagrou bicampeã como cidade Amiga da Internet, João Pessoa, na Paraíba, foi a capital de maior destaque e Santo André (SP) venceu o ranking dos Serviços Inteligentes. As cidades receberam os prêmios em evento online promovido pelo SindiTelebrasil e pela Abrintel, nesta terça-feira, 25/08.

Participaram do evento, os prefeitos de São José dos Campos, Felicio Ramuth, e de Santo André, Paulo Serra, e o assessor especial da prefeitura de João Pessoa, Adenilson Ferreira. A live teve participação também do secretário substituto de Telecomunicações do Ministério das Comunicações, Artur Coimbra; o presidente da Anatel, Leonardo de Morais; o presidente do SindiTelebrasil, Marcos Ferrari; e o presidente do Teleco, Eduardo Tude.

Ao abrir o evento, o presidente-executivo do SindiTelebrasil, Marcos Ferrari, ressaltou a relevância de fomentar a conectividade. "Telecomunicações se provou essencial na pandemia e terá papel central na reconstrução da economia", pontuou ao parabenizar as cidades campeãs do ranking pelas ações de redução de burocracia e de modernização de regras para a implantação de infraestrutura.

Bicampeã no ranking das Cidades Amigas da Internet, São José dos Campos, em São Paulo, aposta na tecnologia para ser tornar uma cidade inteligente, afirmou o prefeito Felicio Ramuth. Ele diz que o prêmio é um reconhecimento ao trabalho do município, mas pediu mudanças nos marcos legais, que dificultam o trabalho do gestor público. "Aqui estamos inovando na contratação como serviço, mas a primeira barreira é legal e jurídica. Outra é o financiamento. Os governos precisam ter um novo olhar para contratar tecnologia", reforçou.

Para Paulo Serra, prefeito de Santo André, São Paulo, o prêmio mostra que a cidade evoluiu para se tornar uma cidade inteligente, uma vez que o município saiu das últimas posições para a liderança na oferta de serviços inteligentes. "Essa evolução mostra como planejamento, dedicação e empenho dá resultado. A gente conseguiu evoluir de maneira significativa. E a conectividade é fundamental. Não adianta ter ferramentas se a cidade não se fala", afirmou.

Ao representar o prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, o assessor especial, Adenilson Ferreira, comemorou a boa performance da capital paraibana - considerada a de melhor evolução no ranking 2020. Segundo Ferreira, a boa colocação é fruto de ações para tornar a cidade mais atrativa para os investimentos. "Nós fizemos uma lei para melhor operacionalização dos alvarás para o funcionamento das antenas. Os investimentos em tecnologia e telecomunicações são primordiais", ressaltou.

O secretário substituto de Telecomunicações do Ministério das Comunicações, Artur Coimbra, disse que existem R$ 3 bilhões de investimentos represados se a Lei das Antenas, aprovada em 2015, fosse cumprida por todos os municípios brasileiros. "Acreditamos muito que a regulamentação, que virá em breve e está em ajustes finais, vai ajudar muito. Vamos no Decreto tratar da dispensa de licenciamento para antenas de pequeno porte, já prevista na Lei de Antenas, mas que será ratificada. Isso vai resolver 90% dos casos voltados para o 5G", revelou.

Destacar as melhores práticas institucionais na esfera municipal é uma iniciativa producente como o ranking das Cidades Amigas da Internet e dos Serviços Inteligentes, afirmou o presidente da Anatel, Leonardo de Morais. "Muitos municípios querem implementar soluções digitais, mas essa intenção é muitas vezes desconectada da compreensão de que a disponibilidade de infraestrutura é essencial para o sucesso de qualquer estratégia digital", observou.

Responsável pela elaboração do Ranking das Cidades Amigas da Internet e dos Serviços Inteligente, Eduardo Tude, presidente do Teleco, diz que o primeiro passo para uma cidade ser amiga da internet é adequar sua legislação à Lei Geral das Antenas. "As melhores colocadas no ranking foram àquelas que mudaram, adotaram um prazo abaixo de quatro meses para o licenciamento e entenderam que conectividade é estratégico para o avanço da cidade. As piores colocadas foram os municípios que mais restrições impuseram ao avanço da digitalização", frisou.

O Ranking das Cidades Amigas da Internet destaca entre os 100 maiores municípios brasileiros aqueles que oferecem um ambiente adequado à instalação de infraestrutura de redes de telecomunicações (antenas e fibra óptica). Já o Ranking de Serviços das Cidades Inteligentes tem como objetivo identificar os municípios brasileiros com maior oferta de serviços inteligentes para o cidadão.

Esta é a quinta edição dos rankings, que têm mostrado avanços importantes de algumas cidades que já alteraram sua lei municipal ou já promoveram mudanças nos processos de licenciamento. Por outro lado, o estudo revela que ainda há muitos municípios com leis desatualizadas e que demoram mais de um ano para licenciar a instalação de antenas, dificultando o avanço da conectividade, que é a base do desenvolvimento da economia das cidades e do bem-estar de seus cidadãos. Para ter acesso completo aos dados, acesse: www.agenciatelebrasil.org.br/fiqueantenado
A instalação dessa infraestrutura é imprescindível para a conectividade e economia digital cuja essencialidade fará parte também dos debates do Painel Telebrasil 2020, que ocorre nos dias 8, 15, 22 e 29 de setembro. As inscrições gratuitas para o Painel e a programação estão disponíveis no site http://paineltelebrasil.org.br/

Assistam à íntegra do evento.

LEIA TAMBÉM:

22/09/2020
Ministério das Comunicações se compromete a trabalhar por uma Reforma Tributária que reduza e simplifique tributos em telecom

22/09/2020
Anatel: pandemia e atraso do leilão terão impacto no edital 5G em 2021

22/09/2020
SEAE, do Ministério da Economia, defende leilão do 5G não arrecadatório

22/09/2020
Vitor Menezes: "Ou zeramos a tributação ou não veremos a evolução da IoT no Brasil"

22/09/2020
Vitor Lippi defende agenda comum junto ao Ministério da Economia

22/09/2020
Rodrigo Abreu: Telecom foi essencial na pandemia, mas segue penalizado pela tributação

22/09/2020
Ericsson defende um plano para 5G com foco em inovação, acesso a espectro e redução da carga tributária

22/09/2020
Algar Telecom: Brasil precisa capturar a produtividade pelo 5G

22/09/2020
Com leilão arrecadatório, o 5G não acontecerá no Brasil

22/09/2020
Investir em infraestrutura e aumentar a produtividade são os caminhos da recuperação econômica do Brasil



Painel Telebrasil 2020 - Evento Digital - 08, 15, 22 e 29 de setembro 

Ministério das Comunicações se compromete a trabalhar por uma Reforma Tributária que reduza e simplifique tributos em telecom

No Painel Telebrasil 2020, o ministro Fábio Faria disse que ele e toda a sua equipe vão trabalhar por uma redução da carga trib ...

LEIA MAIS



Anatel: pandemia e atraso do leilão terão impacto no edital 5G em 2021

Segundo Leonardo Euler, presidente da agência, haverá reflexos não só no cronograma do edital, mas também em termos de preços d ...

LEIA MAIS



Mitsubishi Electric cria programa de capacitação gratuita nas novas tecnologias

Empresa global de automação centraliza os treinamentos em big data, machine learning e IoT. As aulas acontecem por meio de apre ...

LEIA MAIS



Organizações reclamam da falta de qualificação dos profissionais de Internet das Coisas

Lacuna de habilidades é um dos pontos críticos para o incremento dos negócios conectados, revela a pesquisa IoT Signals, produz ...

LEIA MAIS




Agência Telebrasil © 2018-2020 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte