Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

STF valida terceirização da atividade-fim nas empresas
Agência Telebrasil
30/08/2018

Por 7 votos a 4, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira, 30/08, que a terceirização irrestrita é lícita e constitucional. Por sete votos a quatro, os ministros, depois de cinco sessões, decidiram que empresas podem contratar trabalhadores terceirizados para desempenhar qualquer atividade, inclusive as chamadas atividades-fim.

Formaram maioria os votos dos ministros Celso de Mello, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Alexandre de Moraes e Dias Toffoli. Quatro foram contrários, os ministros Rosa Weber, Edson Fachin, Ricardo Lewandowski e Marco Aurélio Mello.

O STF julgou duas ações que chegaram ao tribunal antes da Lei da Terceirização (Lei 13.429) sancionada em março de 2017, e que autorizou as empresas a terceirizarem a chamada atividade-fim, aquela para a qual a empresa foi criada. A norma prevê ainda que a contratação terceirizada possa ocorrer sem restrições, inclusive na administração pública.

Até esta decisão do STF, a Súmula 331, do Tribunal Superior do Trabalho (TST), editada em 2011, e que proíbe a terceirização das atividades-fim das empresas, estava sendo aplicada pela Justiça trabalhista nos contratos que foram assinados e encerrados antes da lei. Expectativa é que a sentença do STF pacifique a questão na justiça trabalhista.

A terceirização é positiva para o País e para o setor de telecomunicações, que emprega cerca de 500 mil pessoas e gera milhares de empregos indiretos. A prestação de serviços especializados gera oportunidades de empregos no País, possibilita o aumento da competitividade global da empresa brasileira, estimula o aumento do ritmo de inovações e a inclusão de um número cada vez maior de brasileiros.

LEIA TAMBÉM:

17/09/2018
Prestadoras móveis investem US$ 15 bilhões por ano em novas redes na América Latina

06/09/2018
Serviços móveis alcançam 98,2% da população brasileira

30/08/2018
STF valida terceirização da atividade-fim nas empresas

24/08/2018
Reclamações de usuários dos serviços de telecom na Anatel caem 13% em julho

21/08/2018
Workshop discute entraves para a implantação de infraestrutura de telecom

09/08/2018
Índice de reclamações de usuários de telecom cai 15,6% no 1º semestre

02/08/2018
4G alcança 4071 municípios no Brasil

01/08/2018
Expansão das telecomunicações garantiu crescimento econômico ao Brasil

01/08/2018
Sucesso à parte, legislação precisa ser atualizada

01/08/2018
Legislação precisa migrar do passado para o futuro




 

Painel TELEBRASIL 2019 será vitrine de soluções com TICs

A edição 63 do Painel Telebrasil, que acontecerá nos dias 21, 22 e 23 de maio de 2019, em Brasília, terá como atração o FórumGo ...

LEIA MAIS



Na era digital, o Brasil é o país que mais cobra impostos sobre os serviços aos consumidores

Serviços bons e mais baratos dependem de políticas públicas que permitam baixar a carga de quase 50% de impostos paga hoje pelo ...

LEIA MAIS



Aprovação do PL das Antenas na cidade de São Paulo é urgente para a oferta de serviços digitais, concordam Prefeitura e prestadoras

Nos últimos cinco anos, apenas uma licença foi concedida na capital paulista. Os desafios para a ampliação dos serviços de tele ...

LEIA MAIS



Telebrasil participa de debate sobre programa de fomentos para o período 2019/2022 no Rio Info 2018

Debate reúne FINEP, FIRJAN e BNDES, com a moderação de Cesar Rômulo Silveira Neto, presidente do conselho diretor do projeto &l ...

LEIA MAIS



Prestadoras móveis investem US$ 15 bilhões por ano em novas redes na América Latina

Estudo da GSMA mostra que, hoje, mais de um terço das conexões - 35% - da região já opera em 4G. Até 2023, os vídeos móveis vão ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte