Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil
  • O evento
  • 21 a 23 Maio 2019
  • Brasília / DF

Prestadoras móveis investem US$ 15 bilhões por ano em novas redes na América Latina
Agência Telebrasil
17/09/2018

Estudo da GSMA mostra que, hoje, mais de um terço das conexões - 35% - da região já opera em 4G. Até 2023, os vídeos móveis vão responder por 73% de todo o tráfego de dados móveis.

A última edição do relatório Global Mobile Trends, divulgado pela GSMA, Mobile World Congress Americas, realizado ne 10 a 12 de setembro, em Los Angeles,  apura que os smartphones representam 65% das 717 milhões de conexões móveis da América Latina, acima dos 23% de cinco anos atrás. Ainda segundo o levantamento, mais de um terço das conexões (35%) opera em 4G.

Impulsionada por dispositivos e redes mais rápidas, a região seguiu a tendência mundial no consumo de vídeo móvel; o vídeo já é o principal gerador de tráfego (56%) e espera-se que cresça cerca de 45% ao ano até 2023, respondendo por 73% de todo o tráfego de dados móveis.

O estudo da GSMA Intelligence aponta ainda que as prestadoras móveis na América Latina estão investindo mais de US$ 15 bilhões por ano (capex) na construção de novas redes, principalmente de 4,5G. Até 2025, a previsão é que 4G responda por 64% das conexões. Nesse ponto, as redes comerciais 5G terão sido lançadas e serão responsáveis por cerca de 8% do total regional.

O relatório Global Mobile Trends da GSMA revela que ainda existe uma desigualdade significativa entre a cobertura e o uso da internet móvel na América Latina. No Brasil, por exemplo, 79 milhões de pessoas possuem cobertura 3G ou 4G, mas não estão conectadas; este também é o caso de 53 milhões de mexicanos e 23 milhões de pessoas na Colômbia.

A maior barreira à internet móvel é a falta de conteúdo relevante para a população não conectada; portanto, sustenta a GSMA, a criação de novos aplicativos, ferramentas ou entretenimento regionalmente úteis, que correspondam às necessidades e à cultura locais, podem ajudar a atrair mais pessoas online.

LEIA TAMBÉM:

23/05/2019
5G vai conectar coisas e pessoas, mas precisa de apoio

23/05/2019
Futuro da TV por assinatura depende de novas regras

22/05/2019
A economia digital é prioridade na agenda de companhias e governo

22/05/2019
Mulheres em TICs: equidade de gêneros faz bem aos negócios

22/05/2019
Transformação digital exige nova abordagem quanto à regulação

22/05/2019
Rodrigo Maia: as telecomunicações são um setor decisivo e estratégico

22/05/2019
Rodrigo Maia: as telecomunicações são um setor decisivo e estratégico

22/05/2019
A economia digital é prioridade na agenda de companhias e governo

22/05/2019
Edital do 5G prevê a maior oferta de espectro da história da Anatel

07/05/2019
Nova lei de telecom viabiliza os recursos necessários para expandir a banda larga no Brasil


 

Transformação digital impõe estratégia para segurança e defesa cibernética

Governo faz teste com a indústria de telecomunicações para a adoção de medidas proativas a possíveis ataques. Empresas montam s ...

LEIA MAIS



Secretaria do Ministério da Economia advoga por tributação zero para IoT e leilão sem viés arrecadatório

Gabriel Fiuza, subsecretário da Secretaria de Desenvolvimento da Infraestrutura do Ministério da Economia, participa do Painel ...

LEIA MAIS



A economia digital é prioridade na agenda de companhias e governo

Na nova era, estratégias baseadas na utilização e massificação das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) são essenciai ...

LEIA MAIS



Novo Brasil se constrói com Transformação Digital e políticas públicas para TICs

Presidente da Associação Brasileira de Telecomunicações, Luiz Alexandre Garcia, apresentou sete medidas para acelerar a transfo ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018-2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte