Planejamento: atualizar a Lei de Telecom é melhorar o ambiente de negócios no Brasil - Agência Telebrasil

Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

Planejamento: atualizar a Lei de Telecom é melhorar o ambiente de negócios no Brasil
Agência Telebrasil
24/05/2018

O governo federal, por meio do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MPDG), defendeu a renovação do marco regulatório de telecomunicações, apontada como uma das prioridades da agenda governamental para 2018. “Precisamos melhorar o ambiente de negócios. E a mudança do marco regulatório de telecom é um fator importante. Apoiamos fortemente a sua aprovação”, destacou Julio Alexandre Menezes da Silva, secretário de Planejamento de Assuntos Econômicos do MPDG, ao participar do debate no painel A Transformação Digital do Brasil a partir das TICs, realizado no Painel Telebrasil 2018.

Ao mesmo tempo, o secretário deixou claro que, em função da crise econômica e financeira dos últimos anos, sobretudo, no período de 2015 a 2016, o governo federal não está sensibilizado para reduzir tributos, em qualquer setor. “Não temos condições de discutir isso agora”, enfatizou Menezes da Silva. Do ponto de vista das empresas de telecomunicações, o esforço tem sido contínuo para aumentar investimentos em tecnologias como inteligência artificial (IA), machine learning, big data e computação cognitiva.

O diretor de Arquitetura e Transformação Digital da Oi, Gustavo Valfre, afirmou que a empresa tem investido em inteligência artificial para melhorar a relação com o cliente. “Estamos usando IA para entender melhor o cliente e identificar os problemas. As ofertas de e-commerce foram reformuladas de acordo com as necessidades dos clientes em cada região. Queremos atendê-los com a tecnologia que faça mais sentido para eles”, detalhou.

Criar uma jornada do cliente de uma forma digital e mais integrada está entre as principais metas da TIM Brasil. João Stricker, diretor de Inovação, Serviços de Valor Adicionado (VAS) e Dispositivos da empresa, afirmou que a transformação digital acontece a partir da experiência do cliente. “A crise atrapalhou um pouco essa evolução, lógico, mas a transformação digital não é simples. É preciso ser feita para continuarmos gerando valor. Como operadora, vejo a necessidade de fazer isso agora. Por isso investimos muito na área de inovação para antecipar tendências e ameaças”, explicou.

O diretor de Transformação Digital da Algar Telecom, Eduardo Rabboni, ressaltou que, há dez anos, a Algar iniciou inconscientemente um movimento na direção de perceber as necessidades do cliente e suprir suas demandas. “Começamos a atuar com essa preocupação, percebemos que isso é nosso diferencial, nosso DNA. Os investimentos nesse sentido são contínuos, tanto para o segmento de varejo, como para os clientes do B2B”, ressaltou Rabboni.

Inovação do amanhã

A inovação tem papel primordial quando se fala em conectividade, inclusão digital e inclusão social, na análise de Márcio Girão, vice-presidente da Confederação Nacional da Tecnologia da Informação e Comunicação (Contic) e representante da Federação Nacional das Empresas de Informática (Fenainfo). Ele destacou a importância de pensar além da infraestrutura e desenvolver uma plataforma de conteúdo.

“Temos que raciocinar sobre o País com a tecnologia de amanhã, do 5G e do chip quântico, que virá nos próximos dez anos. E quando estiver todo mundo, 100%, conectado, o que eu ofereço? Lanço um desafio para as operadoras de construir um programa de plataforma de conteúdo digital. Estamos fazendo muito pouco a respeito”, afirmou.

Manter investimentos não basta, é preciso que as empresas percebam os movimentos da concorrência. Bruno Leite, diretor de Operações e Vendas da Nokia, lembrou momentos dramáticos da companhia ao negar sinais de ameaça na época do lançamento do iPhone. “A Nokia aprendeu e se diversificou. Estamos atuando em outras verticais, como saúde, com tecnologias para desenvolver estudos e projetos no combate ao câncer, na academia e na indústria farmacêutica. No Brasil, temos uma atuação em pesquisa com operadoras, como a Oi, e instituições de pesquisa como Inatel e PUC”, detalhou.

Juelinton Silveira, diretor de Comunicação e Relações Públicas da Huawei, destacou a necessidade de baixar os custos para aumentar a base de usuários com acesso a celulares de última geração e tecnologias como realidade aumentada. “A tributação é excessiva e os custos de infraestrutura e logística, altos. No Brasil, também falta padronização de tecnologias em projetos como cidades inteligentes”, comentou.  Assistam a íntegra do painel A Transformação Digital do Brasil a partir das TICs.

LEIA TAMBÉM:

01/08/2018
Expansão das telecomunicações garantiu crescimento econômico ao Brasil

01/08/2018
Legislação precisa migrar do passado para o futuro

31/07/2018
Anatel: números expressam o sucesso do modelo

31/07/2018
Vinte anos de privatização das telecomunicações

26/07/2018
Edgar Serrano é o novo presidente da CONTIC

09/07/2018
Aprovação do PLC 79/16 abre espaço para mais serviços via satélite

03/07/2018
Transformação digital dos bancos passa pela massificação do uso dos smartphones

18/06/2018
Tributo "Zero" para um Brasil no Século XXI

18/06/2018
Na era digital, o Brasil é o país que mais cobra impostos sobre os serviços aos consumidores

18/06/2018
Expansão da banda larga passa pelo uso correto dos fundos setoriais




 

20 anos depois, o setor de telecom e os clientes passaram por uma revolução e anseiam por um Brasil Digital

O Brasil avançou muito nessas duas décadas pós privatização e, na opinião dos CEOs das prestadoras de serviços de telecomunicaç ...

LEIA MAIS



Na era digital, o Brasil é o país que mais cobra impostos sobre os serviços aos consumidores

Serviços bons e mais baratos dependem de políticas públicas que permitam baixar a carga de quase 50% de impostos paga hoje pelo ...

LEIA MAIS



4G alcança 4071 municípios no Brasil

Durante os seis primeiros meses do ano, 16 milhões de novos chips 4G entraram em operação, somando um total de 118 milhões de a ...

LEIA MAIS



Brasil Digital - O futuro é agora - é o tema da revista do Painel Telebrasil 2018

Edição da revista, com 104 páginas, consolida os debates realizados no evento, que reuniu a indústria de Telecomunicações.

...

LEIA MAIS



Telebrasil publica os trabalhos do Projeto 5G Brasil

Iniciativa reúne representantes da indústria, as prestadoras de serviços de telecomunicações, o governo federal, a Anatel, a ac ...

LEIA MAIS



Índice de reclamações de usuários de telecom cai 15,6% no 1º semestre

Redução confirma tendência de queda nas reclamações já verificada nos anos anteriores. Em 2017, por exemplo, o índice já tinha ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte