Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

Oi: prestadoras são desafiadas a entregar qualidade aos clientes
Agência Telebrasil
21/05/2019

Ao participar do Painel Telebrasil 2019, o presidente da Oi, Eurico Teles, reforça que as telecomunicações são a infraestrutura que possibilita um mundo cada vez mais digital. E diz que as prestadoras brasileiras devem investir em torno de R$ 35 bilhões anuais nos próximos anos.

Ao participar do Painel Telebrasil 2019, nesta terça-feira, 21/05, o presidente da Oi, Eurico Teles, enumerou os desafios das prestadoras de serviços de telecomunicações para o futuro próximo. O executivo destacou os investimentos realizados pelas companhias no País e os avanços já experimentados pela indústria e enfatizou que o arcabouço legal, a infraestrutura e a qualidade dos serviços formam o tripé de desafios a serem enfrentados.

"É preciso ter o cliente sempre como o centro das decisões estratégicas em telecom. Isso é fator crítico de sucesso para o setor nos próximos 21 anos", assegurou. Segundo ele, o cliente muda e não tem fidelidade a quem não presta um bom serviço. "Se não tivermos a percepção do que o cliente quer, como quer e quando quer, vamos perdê-lo. E recuperar um cliente é muito difícil", afirmou, sublinhando que a Oi mantém o projeto Naves do Conhecimento, por meio do qual já formou mais de 2.700 jovens do Ensino Médio para um mercado que, apesar de empregar cerca de 500 mil pessoas, ainda carece de mão de obra especializada.

Teles lembrou que, em 2014, o País chegou ao ápice do número de acessos na telefonia fixa, quando atingiu 45 milhões. "Só na telefonia móvel hoje temos 230 milhões de acessos no Brasil, com 96% da população coberta em 4G. Quando falamos em TV e banda larga, o número soma 315 milhões", contabilizou. Sobre os avanços de infraestrutura, Teles afirmou que as empresas de telecomunicações investiram R$ 800 bilhões em valores corrigidos desde 1999. E mesmo com as adversidades econômicas, o setor vem ampliando os investimentos em 7% ao ano, em média. Isso significa que os avanços não vão parar. "As operadoras devem investir em torno de R$ 35 bilhões anuais, nos próximos anos", estimou.

O presidente da Oi assinalou que as telecomunicações são a infraestrutura que possibilita um mundo cada vez mais digital, a chamada 4ª revolução industrial. "E o nome desse jogo é fibra ótica", afirmou. "A revolução vai precisar de fibra, carros conectados, 5G, Internet das Coisas (IoT), dispositivos conectados, inteligência artificial." Ele também fez um comparativo: "desde 1999, foram arrecadados R$ 820 trilhões em tributos do setor. O valor é suficiente para conectar todas as residências do Brasil em fibra ótica."

Finalmente, sobre o arcabouço legal, o presidente da Oi reconheceu que o setor tem caminhado para o amadurecimento das obrigações regulatórias. "Continuamos evoluindo a nossa regulamentação para destravar o desenvolvimento", disse. Teles acredita que o setor, diante de todos os números mencionados, sabe a urgência que é o PLC 79. "Ele [o PLC] com certeza sairá, e a regulamentação vai proporcionar às empresas e aos investidores resultados e retorno mais rapidamente."

LEIA TAMBÉM:

26/07/2019
Transformação Digital para um novo Brasil é o tema da revista do Painel Telebrasil 2019

18/06/2019
Anatel diz que regulamentação não será entrave para Internet das Coisas

18/06/2019
LCA Consultores: Brasil Digital requer dar prioridade às telecomunicações

17/06/2019
Brasil precisa criar diretrizes em inteligência artificial

12/06/2019
Painel Telebrasil aponta caminhos para um novo ciclo de investimentos

12/06/2019
Qualcomm: 5G tem papel crucial na transformação digital e na competitividade da economia

11/06/2019
Transformação digital exige vontade política para destravar investimentos

11/06/2019
Huawei: TICs são a base da era das coisas conectadas e inteligentes

11/06/2019
Brasil Digital passa por uma mudança de cultura

11/06/2019
Nokia: Para trazer mais investimentos, o Brasil precisa de reformas macro e microeconômicas




Mitsubishi Electric cria programa de capacitação gratuita nas novas tecnologias

Empresa global de automação centraliza os treinamentos em big data, machine learning e Internet das Coisas. As aulas acontecem ...

LEIA MAIS



Especialistas descartam impacto de antenas e smartphones na saúde

Cobertura especial feita pela Newsletter Telebrasil mostra a falta de fundamento científico na onda de desinformação que avanço ...

LEIA MAIS



"Não há provas científicas contra antenas e telefones celulares", diz Renato Sabbatini

O CEO do Instituto Edumed e autor do relatório científico sobre o tema na Comissão Latino-americana de Altas Frequências e Saúd ...

LEIA MAIS



Potência de antenas celulares é muito baixa para causar danos à saúde

A afirmação é do diretor do Instituto Nacional de Telecomunicações, Carlos Nazareth Motta Marins. Ele refuta qualquer possibili ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018-2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte