Nokia: 5G será uma rede única, convergente e multisserviço - Agência Telebrasil

Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

Nokia: 5G será uma rede única, convergente e multisserviço
Agência Telebrasil
24/05/2018

A 5G é a mais fixa das redes móveis e sua implementação não representará apenas uma superposição de redes, alertou Luiz Tonisi, diretor de Vendas e Operações da Nokia, em sua apresentação no Painel Telebrasil 2018, nesta quinta-feira, 24/05. Ele observou que não basta trocar as estações radiobase (ERBs) e instalar rádios 5G ready, uma vez que a arquitetura de rede é totalmente diferente. Tonisi classificou a 5G como o centro da quarta revolução industrial, ao lado de um conjunto de tecnologias habilitadoras como robótica, inteligência artificial, realidade virtual e cloud. A 5G deverá proporcionar ganhos de US$ 1 trilhão.

Tonisi mostrou a evolução da Nokia a partir de 2010, com uma série de aquisições, como a da Alcatel-Lucent, e a venda de divisão de terminais para a Microsoft. Hoje, a empresa é focada em equipamentos de rede, desenvolvendo inclusive seus próprios chipsets e com uma estratégia baseada em arquitetura digitalizada e convergente.

Para o executivo, a rede será única, convergente e multisserviço, e sua oferta dependerá da estratégia da prestadora de serviços. Segundo ele, a 5G tem 1 milhão de dispositivos conectados por km2; uma latência de 1 milissegundo; e 1 gigabyte por segundo de velocidade. Não por acaso, a operação do futuro terá de ser preditiva, com foco na transformação digital por meio do software e serviços suportados por machine learning para entender e prever as reações dos usuários ou máquinas.

“Temos iniciativas nesse sentido em SOC para agrupar todas as informações do que está ocorrendo na rede de forma virtualizada para fazer a gestão dessas operações. A forma de operar 5G será totalmente diferente do que fazemos hoje. Outra mudança será a empresa do futuro, que será baseada em verticais como de utilities, manufatura, finanças, telcos. A estratégia da Nokia está focada nesses três pontos: rede, operação e verticais”, concluiu Tonisi.

LEIA TAMBÉM:

01/08/2018
Expansão das telecomunicações garantiu crescimento econômico ao Brasil

01/08/2018
Legislação precisa migrar do passado para o futuro

31/07/2018
Anatel: números expressam o sucesso do modelo

31/07/2018
Vinte anos de privatização das telecomunicações

09/07/2018
Aprovação do PLC 79/16 abre espaço para mais serviços via satélite

18/06/2018
Tributo "Zero" para um Brasil no Século XXI

18/06/2018
Na era digital, o Brasil é o país que mais cobra impostos sobre os serviços aos consumidores

18/06/2018
Expansão da banda larga passa pelo uso correto dos fundos setoriais

18/06/2018
Como agente arrecador do Fisco, Anatel tem a missão de buscar a eficiência no setor

18/06/2018
Relator detalha proposta para mudar sistema tributário no Brasil




 

20 anos depois, o setor de telecom e os clientes passaram por uma revolução e anseiam por um Brasil Digital

O Brasil avançou muito nessas duas décadas pós privatização e, na opinião dos CEOs das prestadoras de serviços de telecomunicaç ...

LEIA MAIS



Na era digital, o Brasil é o país que mais cobra impostos sobre os serviços aos consumidores

Serviços bons e mais baratos dependem de políticas públicas que permitam baixar a carga de quase 50% de impostos paga hoje pelo ...

LEIA MAIS



4G alcança 4071 municípios no Brasil

Durante os seis primeiros meses do ano, 16 milhões de novos chips 4G entraram em operação, somando um total de 118 milhões de a ...

LEIA MAIS



Brasil Digital - O futuro é agora - é o tema da revista do Painel Telebrasil 2018

Edição da revista, com 104 páginas, consolida os debates realizados no evento, que reuniu a indústria de Telecomunicações.

...

LEIA MAIS



Telebrasil publica os trabalhos do Projeto 5G Brasil

Iniciativa reúne representantes da indústria, as prestadoras de serviços de telecomunicações, o governo federal, a Anatel, a ac ...

LEIA MAIS



Índice de reclamações de usuários de telecom cai 15,6% no 1º semestre

Redução confirma tendência de queda nas reclamações já verificada nos anos anteriores. Em 2017, por exemplo, o índice já tinha ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte