Excesso de impostos reduz o consumo de serviços digitais no Brasil - Agência Telebrasil

Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

Excesso de impostos reduz o consumo de serviços digitais no Brasil
Agência Telebrasil
08/06/2018

Telecomunicações é um dos segmentos mais tributados no Brasil - atualmente no consolidado nacional a média paga é de 47,4%, mas há estados, como Rondônia, em que os impostos chegam a 70%, o que afasta os consumidores dos novos serviços digitais - e, o próprio relator da proposta de reforma tributária na Comissão Especial da Câmara Federal, deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB/PR), admite que o setor - que em 2016, recolheu R$ 64 bilhões aos cofres públicos em tributos- foi escolhido como um arrecadador de imposto pelo Governo, como o são também energia, combustíveis, cigarros e bebidas.

Ao participar do painel Telebrasil, realizado de 22 a 24 de maio, em Brasília, o deputado Hauly, enfatizou que, na sua proposta, haveria a criação de um IVA {imposto sobre o valor agregado}, que geraria créditos para o setor produtivo a partir dos gastos com telefonia e internet, o que, de acordo com o parlamentar, aumentaria o consumo desses serviços.

Para Hauly, a reforma tributária traria ainda um ganho de uso de tecnologia à União, uma vez que a arrecadação dos tributos seria feita por meio de uma nota fiscal eletrônica. “Haveria um sistema muito mais eficiente. Uma legislação única, sob o comando da União, que faria a repartição da receita com estados e municípios”, detalhou.

Na prática, o projeto de reforma tributária extingue 10 tributos (IPI, IOF, CSLL, PIS/Pasep, Cofins, Salário-educação e Cide, todos federais, além do ICMS, estadual, e do ISS, municipal. No lugar deles, seria criado um imposto sobre o valor agregado, de competência estadual, chamado de Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS), que se juntaria ao imposto sobre bens e serviços específicos (imposto seletivo), de competência federal, no qual ficariam as telecomunicações.

“Há 30 anos queremos votar uma reforma tributária. E o melhor momento é agora. Fim de governo, governadores com contas apertadíssimas ou nem conseguindo pagar, o governo federal e os municípios estão fracos, os empresários e o Congresso também. Então vejo uma janela de oportunidade até julho”, afirmou.

Hauly reforçou que o Brasil está há 37 anos crescendo em média a 2,3%. Nos 50 anos anteriores, cresceu a 6,3%. “Temos crescimento baixo, o voo de galinha, por conta das impropriedades e inconsistências do sistema brasileiro, um manicômio tributário do ponto de vista jurídico e um ‘frankenstein’ do ponto de vista funcional.”

Em entrevista à Newsletter da Telebrasil, o deputado Luiz Carlos Hauly explicou a sua proposta para as Telecomunicações. Assista à entrevista.

LEIA TAMBÉM:

01/08/2018
Expansão das telecomunicações garantiu crescimento econômico ao Brasil

01/08/2018
Legislação precisa migrar do passado para o futuro

31/07/2018
Anatel: números expressam o sucesso do modelo

31/07/2018
Vinte anos de privatização das telecomunicações

09/07/2018
Parecer reduz a zero tributos incidentes sobre Internet das Coisas

09/07/2018
Cobrança de taxas inviabiliza Internet das Coisas

09/07/2018
Aprovação do PLC 79/16 abre espaço para mais serviços via satélite

18/06/2018
Tributo "Zero" para um Brasil no Século XXI

18/06/2018
Na era digital, o Brasil é o país que mais cobra impostos sobre os serviços aos consumidores

18/06/2018
Expansão da banda larga passa pelo uso correto dos fundos setoriais




 

20 anos depois, o setor de telecom e os clientes passaram por uma revolução e anseiam por um Brasil Digital

O Brasil avançou muito nessas duas décadas pós privatização e, na opinião dos CEOs das prestadoras de serviços de telecomunicaç ...

LEIA MAIS



Na era digital, o Brasil é o país que mais cobra impostos sobre os serviços aos consumidores

Serviços bons e mais baratos dependem de políticas públicas que permitam baixar a carga de quase 50% de impostos paga hoje pelo ...

LEIA MAIS



4G alcança 4071 municípios no Brasil

Durante os seis primeiros meses do ano, 16 milhões de novos chips 4G entraram em operação, somando um total de 118 milhões de a ...

LEIA MAIS



Brasil Digital - O futuro é agora - é o tema da revista do Painel Telebrasil 2018

Edição da revista, com 104 páginas, consolida os debates realizados no evento, que reuniu a indústria de Telecomunicações.

...

LEIA MAIS



Telebrasil publica os trabalhos do Projeto 5G Brasil

Iniciativa reúne representantes da indústria, as prestadoras de serviços de telecomunicações, o governo federal, a Anatel, a ac ...

LEIA MAIS



Índice de reclamações de usuários de telecom cai 15,6% no 1º semestre

Redução confirma tendência de queda nas reclamações já verificada nos anos anteriores. Em 2017, por exemplo, o índice já tinha ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte