Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

Europa aplica 1 bilhão de euros para desenvolver 5G até 2021
Agência Telebrasil
29/11/2018

Maior parte dos recursos será aplicada em desenvolvimento de aplicações para melhorar a experiência do cidadão, revela o representante da Comissão Europeia, Philipe Lefebvre. Especialistas advertem: 5G precisa de frequência e de infraestrutura, leia-se, antenas para fornecer serviços melhores.

O 5G exige muita frequência e muita infraestrutura, leia-se, a instalação de antenas e essa parte técnica está sendo debatida em todo o mundo. A Europa sai na frente no desenvolvimento da nova tecnologia. Ao participar da 6ª edição do Global 5G Event, realizado pela Telebrasil, no Rio de Janeiro, o representante da Comissão Europeia, Philipe Lefebvre, revelou que será aplicado 1 bilhão de euros para o desenvolvimento do 5G na Europa até 2021. A maior parte dos recursos irá para aplicações.

"Precisamos cuidar das aplicações para termos melhores serviços para o cidadão. Esse será o grande diferencial do 5G. Mas para ter mais serviços, temos de ter mais infraestrutura", observou Lefebvre. Ao exigir mais infraestrutura e frequências, o 5G determina também mais agilidade das agências reguladoras. O chefe do departamento de Engenharia e Tecnologia da FCC, a Anatel dos EUA, Julius Knapp, afirmou que a agência norte-americana está liberando o máximo possível de espectro aos interessados. Também está simplificando o quanto possível para a instalação de infraestrutura necessária para a viabilizar a oferta comercial do 5G o quanto antes.

Mais avançada, a China quer agora construir mais serviços em 5G, revelou o diretor geral do departamento de informação e comunicações do MIT da China, Ku Wen. Ele revelou que o país realizou uma licitação para a apresentação de projetos 5G. Segundo o especialista, quase 200 empresas participaram e foram recebidos mais de 400 projetos que estão em análise para implementação. "Serviços são o diferencial que vamos oferecer com o 5G", afirmou.

Na China, acrescentou Ku Wen, existem 3,4 milhões de estações rádio base para atender o 4G, que soma 1,1 bilhão de assinantes. "O 4G está presente em todos os lugares da China. o 5G soma 7,8 milhões de assinantes, o que representa 38% dos usuários do serviço móvel. Temos muito para crescer e estamos fazendo de tudo para isso acontecer rápido. A plataforma aberta é a nossa proposta para o mundo", completou o especialista.

LEIA TAMBÉM:

11/02/2020
MCTIC promove bate-papo sobre 5G

11/12/2019
Indústria e prestadoras de telecomunicações se posicionam por um leilão 5G mais eficiente para a sociedade

19/11/2019
5G é a grande oportunidade para ampliar a cobertura

18/11/2019
Testes comprovam a viabilidade técnica da convivência entre o 5G e parabólicas

06/11/2019
5G exige segurança para garantir o retorno para o investimento

09/09/2019
Cobertura rural do 5G exige soluções que atendam ao agronegócio

09/09/2019
Com escala, 5G terá smartphone de US$ 200 em dois anos

09/09/2019
Brasil precisa buscar a produtividade com o 5G

09/09/2019
Metas de cobertura são estratégicas no 5G

18/06/2019
Anatel diz que regulamentação não será entrave para Internet das Coisas




Usuários de serviços de telecom pagaram R$ 65 bilhões em tributos no ano passado

Recolhimento foi o mais alto dos últimos 20 anos, tanto em volume arrecadado quanto em percentual sobre a receita.

...

LEIA MAIS



30 governos já usam plataforma das operadoras para medir isolamento social

Durante a live “Mobile Big Data no combate à pandemia”, do Mobile Time, o presidente-executivo do ...

LEIA MAIS



Mitsubishi Electric cria programa de capacitação gratuita nas novas tecnologias

Empresa global de automação centraliza os treinamentos em big data, machine learning e IoT. As aulas acontecem por meio de apre ...

LEIA MAIS



Organizações reclamam da falta de qualificação dos profissionais de Internet das Coisas

Lacuna de habilidades é um dos pontos críticos para o incremento dos negócios conectados, revela a pesquisa IoT Signals, produz ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018-2020 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte