Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

Entidades de trabalhadores e da indústria pedem a retomada imediata do licenciamento de antenas de celular e internet móvel na cidade de São Paulo
Agência Telebrasil
25/02/2019

Há mais de dois anos o município não concede licença e deixa de receber R$ 600 milhões em investimentos.

Entidades representantes trabalhadores, indústria, fornecedores de infraestrutura, instaladores de infraestrutura e empresas de telecomunicações entregaram à Prefeitura de São Paulo e à Câmara Municipal um manifesto, em que alertam para os prejuízos que a fata de licenciamento de antenas de telefonia e internet móvel tem causado ao município e à população paulistana. O alerta foi feito pela Abeprest, Abinee, Abrintel, Febratel, Fenattel, Feittinf, Feninfra e Telebrasil em manifesto encaminhado ao prefeito Bruno Covas e ao presidente da Câmara Municipal, Eduardo Tuma.

Há mais de dois anos sem emitir licença, em função da burocracia e de uma legislação antiga e desatualizada, a cidade de São Paulo sofre com problemas de cobertura, que poderiam ser resolvidos com a aprovação da nova lei. A proposta aguarda há mais de um ano para ser votada na Câmara Municipal e modifica uma lei de 2004, época em que nem existia banda larga móvel.

Sem as licenças, o município também perde investimentos de R$ 600 milhões, que já estão disponíveis para serem feitos pelas prestadoras, com a instalação de 1.200 novas antenas de celular e internet móvel, e a geração de 1.300 empregos diretos. Outros 700 pedidos de licenças já haviam sido apresentados anteriormente, sem deliberação pela prefeitura.

A falta de licenciamento, segundo as entidades, é obstáculo para a melhoria e a expansão da cobertura e prejudica toda a população da capital paulista. “Registra-se que atualmente as zonas periféricas encontram-se desassistidas em razão da falta dos citados licenciamentos. Sublinha-se, ainda, que existem pedidos de licenciamento aguardando liberação pela prefeitura há 5 anos”, revelam.

O manifesto lembra que “a intensa utilização pela população das modernas tecnologias, especialmente as fornecidas pelos smartphones, enseja uma crescente demanda por serviços de telecomunicações, o que exige das empresas prestadoras de serviço um permanente incremento de suas infraestruturas e redes telecomunicações, sem as quais não é possível suprir a referida necessidade”. Nesse cenário, diz o documento, a instalação frequente de novas antenas de telecomunicações é “imprescindível para atendimento do aumento contínuo na demanda, principalmente no que se refere à internet móvel”.

A legislação existente em São Paulo coloca o município como o segundo pior do País - entre as 100 maiores cidades brasileiras em população - para licenciamento de infraestrutura, segundo o Ranking das Cidades Amigas da Internet, da consultoria Teleco. Entre os maiores problemas estão a burocracia, o tratamento das instalações como edificações, a exigência desnecessária de laudos, estudos e documentos, a necessidade de regularidade dos locais de instalação (habite-se) e prazo longo de licenciamento. Na periferia é ainda mais difícil cumprir as exigências, fazendo com essas áreas sejam as mais prejudicadas pois é praticamente impossível encontrar terrenos na periferia com as exigências atuais.

As entidades, que já vêm participando ativamente do processo de modernização da legislação, solicitam reunião com o prefeito e o presidente da Câmara para a retomada da discussão do tema e entendem ser de extrema urgência a retomada do licenciamento no município, permitindo a expansão e a melhoria contínua da qualidade dos serviços e o desenvolvimento sustentável da cidade de São Paulo.

LEIA TAMBÉM:

14/08/2019
5G avança mais rápido que 4G e estará em metade dos dispositivos em três anos

13/08/2019
Anatel registra queda de 17,2% nas reclamações

12/08/2019
Telebrasil participa do 5th encontro de ministros das Comunicações dos BRICS

07/08/2019
A cada dois dias um novo município é conectado com redes 4G no Brasil

30/07/2019
Começa nesta quarta-feira, 31/07, o processo de cadastramento para atualizar dados de clientes do celular pré-pago em 10 Estados

11/07/2019
Segurança precisa considerar a experiência do usuário

28/06/2019
Brasil ativa 10 milhões de celulares 4G desde o início do ano

19/06/2019
Ranking Cidades Amigas da Internet tem São José dos Campos na liderança e Porto Alegre como a melhor capital

17/06/2019
Prazo para recadastramento de clientes de celular pré-pago em Goiás é estendido até 5 de julho

31/05/2019
Brasil já tem 138 milhões de celulares 4G




Mitsubishi Electric cria programa de capacitação gratuita nas novas tecnologias

Empresa global de automação centraliza os treinamentos em big data, machine learning e Internet das Coisas. As aulas acontecem ...

LEIA MAIS



Especialistas descartam impacto de antenas e smartphones na saúde

Cobertura especial feita pela Newsletter Telebrasil mostra a falta de fundamento científico na onda de desinformação que avanço ...

LEIA MAIS



"Não há provas científicas contra antenas e telefones celulares", diz Renato Sabbatini

O CEO do Instituto Edumed e autor do relatório científico sobre o tema na Comissão Latino-americana de Altas Frequências e Saúd ...

LEIA MAIS



Potência de antenas celulares é muito baixa para causar danos à saúde

A afirmação é do diretor do Instituto Nacional de Telecomunicações, Carlos Nazareth Motta Marins. Ele refuta qualquer possibili ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018-2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte