Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

Cisco: luta contra agentes maliciosos é sem trégua no ambiente digital
Agência Telebrasil
23/05/2019

O diretor de Segurança Cibernética da Cisco América Latina, Ghassan Dreibi, contou no Painel Telebrasil 2019 que, em um dia considerado normal, são registrados cerca de 1,3 trilhão de incidentes de segurança no mundo. A grande questão que se coloca é aprender a gerenciar o mundo conectado com agressores cada vez mais qualificados.

Ao participar do Painel Telebrasil, nesta quinta-feira, 23/05, o diretor de Segurança Cibernética da Cisco América Latina, Ghassan Dreibi, advertiu que a perda financeira decorrente de incidentes de segurança tem aumentado, e é urgente lutar contra os agentes maliciosos que querem romper com o ambiente digital. "Há dez anos, a Cisco publicou um vídeo sobre a casa conectada, e vemos agora que apenas 1% do que poderia ser conectado foi; e este 1% já causou impactos", sinalizou.

Ghassan Dreibi destacou que, quanto mais coisas conectadas, menos se enxerga o que se tem de inventário nas redes corporativas. "Esta equação tem de mudar; precisamos saber tudo que circula nas redes, tanto no backbone, quanto nas redes corporativas", sinalizou, apontando que coisas seguem sendo conectadas sem a adoção de regras de compliance, abrindo, assim, brechas para  vulnerabilidades.

O especialista em segurança da Cisco lembrou que dois ataques iguais na forma, explorando uma vulnerabilidade conhecida, ocorreram em um intervalo de dez anos: Conficker e WannaCry. "Mas, no passado, o Conficker demorou para tomar o mundo, já o WannaCry, não. A média de detecção de uma ameaça nova leva cem dias, e as ameaças se propagam em horas e levam seus dados em minutos", enfatizou.

Houve, contudo, segundo Ghassan Dreibi, uma mudança no foco das ameaçadas. Agora, os usuários estão no alvo para que, por meio deles, o atacante consiga acesso a autenticações, rede, entre outros. "Antes, os ataques eram focados na infraestrutura e nos sistemas, mas agora são nas pessoas, para chegar às redes", destacou. Outra mudança foi o perfil do atacante, passando do hacker idealista, em 2009, para organizações criminosas, em 2019.

Sem entrar em detalhes, Dreibi adiantou que a Cisco recém-assinou com a Organização dos Estados Americanos (OEA) a criação de um conselho para o Brasil, Chile, Colômbia e México para promover a discussão sobre cibersegurança. O objetivo é criar uma ferramenta que permita uma reação mais efetiva aos ataques na região. A fabricante também criou um grupo, batizado de Talos, com o intuito de monitorar as ameaças que ocorrem em todas as empresas.

"Em um dia normal na Cisco, vemos 20 bilhões de web requests, algo em torno de 1,3 trilhão de incidentes", disse. O que se impõe daqui para frente para o ecossistema de negócios é entender como gerenciar esse mundo conectado e dinâmico, com agressores também cada vez mais qualificados.  “Segurança estará na prioridade de orçamentos e de estratégia de quem estiver no mundo digital”, concluiu.

LEIA TAMBÉM:

15/08/2019
BRICS: Telecomunicações são essenciais à economia digital

06/08/2019
ConTIC declara apoio integral à aprovação da MP da Liberdade Econômica

02/08/2019
Telecomunicações e Finanças lideram adoção da transformação digital

29/07/2019
Sem pessoal, o sistema de Ciência e Tecnologia está em risco no Brasil

26/07/2019
Transformação Digital para um novo Brasil é o tema da revista do Painel Telebrasil 2019

11/07/2019
Profissional do futuro é atento, curioso e despreza a zona de conforto

28/06/2019
Formação de mão de obra atual não atende demanda do setor de TICs

18/06/2019
Anatel diz que regulamentação não será entrave para Internet das Coisas

18/06/2019
LCA Consultores: Brasil Digital requer dar prioridade às telecomunicações

17/06/2019
Brasil precisa criar diretrizes em inteligência artificial




Mitsubishi Electric cria programa de capacitação gratuita nas novas tecnologias

Empresa global de automação centraliza os treinamentos em big data, machine learning e Internet das Coisas. As aulas acontecem ...

LEIA MAIS



Especialistas descartam impacto de antenas e smartphones na saúde

Cobertura especial feita pela Newsletter Telebrasil mostra a falta de fundamento científico na onda de desinformação que avanço ...

LEIA MAIS



"Não há provas científicas contra antenas e telefones celulares", diz Renato Sabbatini

O CEO do Instituto Edumed e autor do relatório científico sobre o tema na Comissão Latino-americana de Altas Frequências e Saúd ...

LEIA MAIS



Potência de antenas celulares é muito baixa para causar danos à saúde

A afirmação é do diretor do Instituto Nacional de Telecomunicações, Carlos Nazareth Motta Marins. Ele refuta qualquer possibili ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018-2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte