Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

Câmara de Belo Horizonte discute lei das antenas municipal
Agência Telebrasil
12/11/2019

Projeto 851/19 atualiza as regras da capital mineira para permitir investimentos em infraestrutura. “O objetivo deste projeto de lei é facilitar a instalação de antenas e nos preparar para a tecnologia 5G que está chegando”, disse o autor da proposta, vereador Léo Burguês.

O SindiTelebrasil participou de audiência pública na Câmara Municipal de Belo Horizonte para debater o projeto de lei 851/2019, do vereador Léo Burguês de Castro (PSL), que atualiza a legislação para facilitar a instalação de antenas de celular na capital mineira. Também participaram da audiência representantes da Anatel, da Prefeitura e especialistas no tema.

Belo Horizonte está entre as piores colocadas no Ranking de Cidades Amigas da Internet, elaborado pela consultoria Teleco, e que analisa os 100 maiores municípios brasileiros em população e as condições para instalação de infraestrutura de telecom.

“O objetivo deste projeto de lei é facilitar a instalação de antenas e nos preparar para a tecnologia 5G que está chegando”, disse o autor da proposta. Segundo as previsões, a tecnologia de 5G vai exigir cinco vezes mais antenas que o 4G. “Queremos também desmistificar questões relativas à saúde e à radiação”, afirmou o vereador. 

O projeto de lei além de atualizar a legislação do município prevê a adequação à Lei Federal 13.116/2015, conhecida como Lei das Antenas. O representante do SindiTelebrasil, Ricardo Diniz, disse que cidade está perdendo várias oportunidades por causa da legislação municipal. “Belo Horizonte está atrás e pode ficar ainda mais atrás. O relógio é cruel e está correndo. Do ponto de vista federal, temos uma legislação que facilita, mas quando chegamos no município, enfrentamos grandes dificuldades”, explicou.

Sobre a questão da saúde, o médico, doutor em fisiologia e biofísica Renato Sabatini, que é vice-presidente do Instituto Health Level Seven, organização dedicada à tecnologia em saúde, lembrou que “não foram documentados casos que demonstrem efeitos negativos para a saúde humana”. 

“Existem 4 bilhões de pessoas usando celulares em todo o mundo, os campos eletromagnéticos utilizados não têm capacidade de ionização. Mais de 20 países e a Organização Mundial de Saúde afirmam que as telecomunicações são seguras”, afirmou.

O chefe da assessoria técnica da Anatel, Humberto Bruno, salientou que a competência para tratar do assunto é federal, por meio da Anatel, e reiterou a todos quanto aos limites praticados pelas prestadoras que são muito baixos e sem risco à saúde das pessoas.

Segundo a Câmara Municipal, o Projeto de Lei 851/2019 tramita em 1º turno e já passou pelas Comissões de Legislação e Justiça, Meio Ambiente e Política Urbana, Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura, Desporto, Lazer e Turismo e Administração Pública. Todas as comissões deram pareceres favoráveis ao projeto. 

“Esta audiência é para melhorar o projeto que já foi aprovado em todas as comissões por onde passou. Estou convencido de que a saúde da população está resguardada. Temos que melhorar a rede em prol do cidadão pois estamos realmente defasados na questão da telefonia celular em Belo Horizonte”, afirmou o vereador Léo Burguês de Castro.

LEIA TAMBÉM:

01/04/2020
Legislação municipal atualizada garante investimento em conectividade nas cidades

01/04/2020
Antenas têm participação grande no atendimento ao aumento de demanda, especialmente na periferia, avalia o presidente da Abrintel

01/04/2020
Prefeito de Campinas edita decreto para autorizar instalação automática de antenas de celular e internet móvel

12/02/2020
Ferrari defende no Senado políticas públicas para a expansão ainda maior dos serviços

19/12/2019
Estudo da Anatel comprova que celulares não fazem mal à saúde

06/12/2019
Brasil já tem mais de 151 milhões de celulares 4G

06/12/2019
Fique Antenado! E entenda o papel das antenas na economia digital

06/12/2019
Iniciativa para fomentar a conectividade tem MCTIC e Anatel como incentivadores

05/12/2019
Brasileiros exigem conectividade como insumo essencial

05/12/2019
MCTIC endossa ação do SindiTelebrasil para massificar instalação de antenas no Brasil




Operadoras vão disponibilizar dados de mobilidade ao MCTIC para monitorar deslocamento

Solução virá de atuação conjunta das principais empresas de telecomunicações a partir de dados das redes móveis para auxiliar n ...

LEIA MAIS



Entidades de telecomunicações encaminham carta a prefeitos pedindo adequação urgente das normas de instalação de antenas

Diante da pandemia do novo coronavírus e da necessidade de manter a conectividade, dez Associações e Federações se unem para so ...

LEIA MAIS



Mitsubishi Electric cria programa de capacitação gratuita nas novas tecnologias

Empresa global de automação centraliza os treinamentos em big data, machine learning e IoT. As aulas acontecem por meio de apre ...

LEIA MAIS



Organizações reclamam da falta de qualificação dos profissionais de Internet das Coisas

Lacuna de habilidades é um dos pontos críticos para o incremento dos negócios conectados, revela a pesquisa IoT Signals, produz ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018-2020 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte