Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

BNDES seleciona 15 pilotos de Internet das Coisas para financiamento
Agência Telebrasil
05/02/2019

As soluções incluem desde a busca de eficiência em redes de iluminação a aumento da produtividade rural por meio da gestão de pragas e previsão do microclima. Na área da saúde, os projetos selecionados vão permitir o monitoramento remoto de pacientes com hipertensão, obesidade e distúrbios do sono.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social divulgou o resultado da chamada para a seleção de projetos piloto de Internet das Coisas (IoT), lançada em junho do ano passado. O foco foi o apoio a soluções executadas por instituições tecnológicas públicas ou privadas sem fins lucrativos dentro de cada um dos seguintes ambientes: Cidades Inteligentes, Rural e Saúde. Foram escolhidos 15 planos de projetos piloto de 11 instituições, depois de o banco de fomento – devido à elevada quantidade e ao bom nível dos projetos apresentados – ter dobrado o orçamento inicial para R$ 30 milhões.

Os planos selecionados contemplam todas as regiões do País e propõem soluções baseadas em IoT ligadas a temas como eficiência de redes de iluminação e uso de imagens e dados em tempo real na segurança pública; otimização de semáforos; aumento da produtividade rural por meio da gestão de pragas e previsão do microclima; otimização da gestão de maquinário no campo; monitoramento da saúde e bem-estar animal por meio de sensores; automação da gestão hospitalar e monitoramento remoto de pacientes com hipertensão, obesidade, câncer e distúrbios do sono, além do diagnóstico à distância de retinopatia diabética.

O gerente do Departamento de Telecom, TI e Economia Criativa do BNDES, Eduardo Kaplan, informou que o ambiente de Cidades Inteligentes recebeu 23 propostas para os projetos piloto, muitas relacionadas à iluminação pública. “Outros (projetos) identificaram oportunidades no tema de mobilidade urbana, tanto para a melhoria da eficiência dos semáforos, quanto para o georreferenciamento de veículos de transporte público coletivo, e outros foram relacionados ao tema de segurança pública, como o uso de câmeras eletrônicas para o monitoramento de veículos e para a identificação de situações atípicas envolvendo pedestres”, disse.

Na Saúde, a seleção observou objetivos diversos nas regiões Sul, Sudeste e Nordeste. “Há projetos para monitoramento de pacientes hipertensos, com obesidade infantil e câncer, e também para monitoramento de ativos, como cilindros de oxigênio”, afirmou a gerente do Departamento do Complexo Industrial e de Serviços de Saúde, Carla Reis. A especialista comentou que a expectativa é que venha a ser gerado um grande número de dados e, demonstrada a efetividade dessas tecnologias, elas sejam introduzidas, inclusive, no sistema público de saúde.

No ambiente Rural, os projetos abarcaram as principais cadeias do agronegócio brasileiro: grãos, cana de açúcar, proteína animal e hortifrutigranjeiros. “Esses projetos vão atuar no tripé de IoT, que consiste em sensores, transmissão de dados via wireless e sistemas de processamento de dados que analisam as informações e retroalimentam o processo decisório”, explicou o engenheiro do Departamento do Complexo Agroalimentar e de Biocombustíveis do BNDES, Rafael Vizeu.

Estudo do McKinsey Global Institute indica que os impactos do desenvolvimento de aplicações de IoT no Brasil, considerando-se esses três ambientes, podem chegar a US$ 87 bilhões – US$ 27 bi para Cidades; US$ 39 bi para Saúde; e US$ 21 bi para Rural.

Conheça os projetos selecionados pelo BNDES:

Saúde

  • Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (Cesar) – Monitoramento do estoque e automação dos pedidos de reposição de cilindros de oxigênio, vigilância do consumo e registro da posologia. Município: Recife, PE
  • Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP) – Monitoramento dos ativos hospitalares (bombas de infusão, macas, cadeiras de rodas e ambulâncias); 2 -Triagem de retinopatia diabética por teleoftalmologia. Município: São Paulo, SP
  • Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC) – Monitoramento remoto para controle de sepse em crianças com câncer; e monitoramento remoto aplicado à qualidade do sono. Município: São Paulo, SP
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) – Desenvolvimento de soluções para um “Hospital Digital” envolvendo gestão automatizada e inteligente de ativos, pacientes, agentes de saúde, procedimentos e prontuários. Município: Rio de Janeiro, RJ
  • Rede Nacional de Pesquisa (RNP) – Monitoramento remoto de crianças e adolescentes com obesidade. Município: Fortaleza, CE
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) – Monitoramento remoto de pacientes com hipertensão. Município: Porto Alegre, RS

Rural

  • Centro de Pesquisas e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD) – Otimização no uso de máquinas agrícolas, monitoramento pluviométrico, gestão de pragas e técnicas de pecuária de precisão para o bem-estar de bovinos. Municípios: Diamantino, MT; Correntina, BA; Pradópolis, SP; e Lucas do Rio Verde, MT
  • Embrapa Informática – Gestão de pragas e maquinário, monitoramento de bem-estar animal na bovinocultura de leite e utilização de sistemas de IoT para integração lavoura-pecuária-floresta. Municípios: Carazinho, RS; Santa Maria do Pará, PA; Castanhal, PA; Barbalha, CE; Valença, RJ; São Carlos, SP; São João da Boa Vista, SP; Itatinga, SP; Sinop, MT; Recanto das Emas, DF; Paraí, RS; Bom Despacho, MG; Boa Esperança, MG; Passos, MG; e Coronel Pacheco, MG
  • Fundação para Inovações Tecnológicas (Fitec) – Plataforma integrada de dados (clima, solo, manejo, máquinas, eficiência energética e eficiência hídrica) para monitoramento e recomendações sobre o uso de recursos naturais, insumos e maquinário. Município: Uberlandia, MG
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) – Otimização de recursos energéticos, recursos naturais, insumos agrícolas, maquinário agrícola, além de soluções voltadas ao pequeno produtor agrícola. Municípios: Holambra, SP; e Santiago do Norte, MT

Cidades

  • Centro de Pesquisas e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD) – Uso de câmeras e visão computacional para segurança pública; predição avançada do clima; provimento do serviço de veículos elétricos compartilhados; e plataforma completa de telegestão para iluminação pública. Município: Campinas, SP
  • Fundação Instituto Nacional de Telecomunicações (Finatel) – Implantação de telegestão na rede de iluminação inteligente e integração com videomonitoramento para segurança pública. Municípios: Santa Rita do Sapucaí, MG; Caxambu, MG; e Piraí, RJ
  • Fundação para Inovações Tecnológicas (Fitec) – Implantação de rede de iluminação pública habilitadora de soluções de IoT, tais como lixeiras inteligentes, videomonitoramento para segurança pública, defesa civil e parquímetros eletrônicos. Município: Mar de Espanha, MG
  • Instituto Atlântico – Implantação de redes de iluminação pública habilitadoras de soluções de IoT, visando à redução do tempo de deslocamento, aumento da atratividade de transportes públicos e o aumento da capacidade de vigilância para segurança pública. Municípios: Fortaleza e Juazeiro do Norte, CE; e Petrópolis, RJ
  • Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC) – Utilização de single board computer para controle inteligente da rede semafórica da cidade de São Paulo e monitoramento de situações de crime e ameaças à segurança urbana. Município: São Paulo/ SP

LEIA TAMBÉM:

23/05/2019
Brasil tem potencial para ser destaque em Internet das Coisas

23/05/2019
Secretaria do Ministério da Economia advoga por tributação zero para IoT e leilão sem viés arrecadatório

07/05/2019
Decreto de IoT quer massificar a tecnologia

05/04/2019
Votorantim Cimentos leva iniciativa de IoT do Brasil para o mundo

05/04/2019
Gabinete de Segurança Institucional terá regras de segurança da informação específicas para Internet das Coisas

05/04/2019
Ecossistema de IoT no Brasil vai crescer 20% ao ano até 2022

13/03/2019
Governo terá política estratégica para o 5G e Internet das Coisas

13/03/2019
Anatel: cobrança do Fistel inviabiliza Internet das Coisas no Brasil

05/02/2019
Multicloud, cibersegurança e Internet das Coisas lideram preferência de investimento na transformação digital

05/02/2019
BNDES seleciona 15 pilotos de Internet das Coisas para financiamento




Hospital Santa Paula investe na personalização do atendimento com transformação digital

Instituição adota novas tecnologias, mas, mais do que tudo, investe na qualificação do profissional para lidar com as novas fer ...

LEIA MAIS



Só com mão de obra capacitada, o Brasil terá uma agricultura 4.0

Com o maior uso de tecnologia, há uma demanda significativa de profissionais para o campo com o domínio de TICs, diz a chefe-ge ...

LEIA MAIS



A economia digital é prioridade na agenda de companhias e governo

Na nova era, estratégias baseadas na utilização e massificação das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) são essenciai ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018-2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte