Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

BNDES financia ecossistema de Internet das Coisas
Agência Telebrasil
01/07/2018

Objetivo do banco de fomento é estimular uso de casos em cidades inteligentes, áreas rurais e saúde. Cronograma prevê indicar as selecionadas no final de outubro. Primeira chamada pública tem R$ 20 milhões em financiamentos não reembolsáveis.

O BNDES lançou, no dia 14 de junho, a primeira chamada pública para estimular o ecossistema relacionado à Internet das Coisas (IoT), dando sequência ao plano nacional para esse segmento. São R$ 20 milhões para projetos piloto em cidades inteligentes, áreas rurais e saúde, em financiamentos não reembolsáveis. Além disso, o banco de fomento vai abrir uma linha específica para emprestar as contrapartidas das iniciativas selecionadas.

“A bola da vez do mundo hoje é a Internet das Coisas. Nosso objetivo é preparar o Brasil para viver a utilização e implantação da Internet das Coisas no mesmo momento dos outros países”, afirmou o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, ao participar da cerimônia de lançamento da iniciativa, no Rio de Janeiro.

O presidente do BNDES, Dyogo Oliveira, emendou que o Brasil pode se posicionar com essa nova onda tecnológica. “Chips e sensores representam uma parte pequena do custo. A grande agregação de valor está na integração, na construção de soluções e na melhor utilização das informações. E nesse particular o Brasil tem grande competência e pode tirar proveito.”

Como informou o superintendente da Área de Indústria e Serviços, Julio Ramundo, o BNDES trabalha numa chamada de R$ 20 milhões em recursos não reembolsáveis para montar uso de casos junto com empresas de tecnologia e institutos tecnológicos. O banco, acrescentou Ramundo, já tem à disposição 15 fundos de venture capital, capital semente e investimento anjo.

“São R$ 600 milhões disponíveis para aplicação nessas tecnologias por meio de fundos de capital de risco. E vamos ter ainda uma linha facilitada, rápida. Vamos baixar o limite de acesso direto ao BNDES para R$ 1 milhão para fazer crédito para empresas nessa área. Uma linha ágil para empresas na área de IoT”, completou.

Na prática, o BNDES poderá aportar até R$ 2 milhões pela linha não reembolsável. Com isso, o aporte mínimo de contrapartida dos esperados consórcios entre fornecedores, institutos de tecnologia e consumidores pela nova linha de financiamento será de R$ 1 milhão, mas com expectativa de que seja maior.

As propostas devem ser submetidas ao BNDES até 31 de agosto próximo. O banco espera indicar quais foram as selecionadas em até 60 dias depois dessa data. Mais informações estão disponíveis em www.bndes.gov.br/pilotosiot.

LEIA TAMBÉM:

19/06/2019
Ranking Cidades Amigas da Internet tem São José dos Campos na liderança e Porto Alegre como a melhor capital

19/06/2019
Após simplificar processo de instalação de antenas, São José dos Campos se torna a primeira no Ranking Cidades Amigas da Internet

19/06/2019
Uberlândia, em MG, lidera o Ranking Serviços de Cidades Inteligentes

19/06/2019
Porto Alegre revoga lei 'pouquíssimo racional e antiga' para atrair investimentos e promover a inclusão digital

19/06/2019
Fortaleza reformula lei de antenas municipal e ganha 75 posições no Ranking Cidades Amigas da Internet

19/06/2019
Teleco: adequação à Lei das Antenas e agilidade nos processos fazem a diferença

19/06/2019
Lei das Antenas: órgãos federais são obrigados a cumprir a MP 881 e acelerar instalação de infraestrutura

19/06/2019
MCTIC: investimentos em cidades inteligentes têm de ser perenes

19/06/2019
Sem antenas, Brasil fica bem longe dos benefícios do 5G

18/06/2019
Anatel diz que regulamentação não será entrave para Internet das Coisas


 

Formação de mão de obra atual não atende demanda do setor de TICs

Em debate na Câmara dos Deputados, a Confederação Nacional da Tecnologia da Informação e Comunicação (Contic), entidade que reú ...

LEIA MAIS



Governo quer a regulamentação das Antenas para resolver conflitos com direito de passagem

Em que pese a previsão em Lei de que o uso do direito de passagem é gratuito, nem o próprio governo segue essa disciplina, admi ...

LEIA MAIS



A economia digital é prioridade na agenda de companhias e governo

Na nova era, estratégias baseadas na utilização e massificação das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs) são essenciai ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018-2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte