Agência Telebrasil
Expediente


A Telebrasil

BNDES financia ecossistema de Internet das Coisas
Agência Telebrasil
01/07/2018

O BNDES lançou, no dia 14 de junho, a primeira chamada pública para estimular o ecossistema relacionado à Internet das Coisas (IoT), dando sequência ao plano nacional para esse segmento. São R$ 20 milhões para projetos piloto em cidades inteligentes, áreas rurais e saúde, em financiamentos não reembolsáveis. Além disso, o banco de fomento vai abrir uma linha específica para emprestar as contrapartidas das iniciativas selecionadas.

“A bola da vez do mundo hoje é a Internet das Coisas. Nosso objetivo é preparar o Brasil para viver a utilização e implantação da Internet das Coisas no mesmo momento dos outros países”, afirmou o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, ao participar da cerimônia de lançamento da iniciativa, no Rio de Janeiro.

O presidente do BNDES, Dyogo Oliveira, emendou que o Brasil pode se posicionar com essa nova onda tecnológica. “Chips e sensores representam uma parte pequena do custo. A grande agregação de valor está na integração, na construção de soluções e na melhor utilização das informações. E nesse particular o Brasil tem grande competência e pode tirar proveito.”

Como informou o superintendente da Área de Indústria e Serviços, Julio Ramundo, o BNDES trabalha numa chamada de R$ 20 milhões em recursos não reembolsáveis para montar uso de casos junto com empresas de tecnologia e institutos tecnológicos. O banco, acrescentou Ramundo, já tem à disposição 15 fundos de venture capital, capital semente e investimento anjo.

“São R$ 600 milhões disponíveis para aplicação nessas tecnologias por meio de fundos de capital de risco. E vamos ter ainda uma linha facilitada, rápida. Vamos baixar o limite de acesso direto ao BNDES para R$ 1 milhão para fazer crédito para empresas nessa área. Uma linha ágil para empresas na área de IoT”, completou.

Na prática, o BNDES poderá aportar até R$ 2 milhões pela linha não reembolsável. Com isso, o aporte mínimo de contrapartida dos esperados consórcios entre fornecedores, institutos de tecnologia e consumidores pela nova linha de financiamento será de R$ 1 milhão, mas com expectativa de que seja maior.

As propostas devem ser submetidas ao BNDES até 31 de agosto próximo. O banco espera indicar quais foram as selecionadas em até 60 dias depois dessa data. Mais informações estão disponíveis em www.bndes.gov.br/pilotosiot.

LEIA TAMBÉM:

09/07/2018
Com mais infraestrutura, PMEs aumentam o consumo de internet no Brasil

09/07/2018
Parecer reduz a zero tributos incidentes sobre Internet das Coisas

09/07/2018
Cobrança de taxas inviabiliza Internet das Coisas

09/07/2018
Brasil está atrasado na definição de políticas para IoT

09/07/2018
Aprovação do PLC 79/16 abre espaço para mais serviços via satélite

01/07/2018
BNDES financia ecossistema de Internet das Coisas

12/06/2018
Telecomunicações enumera ações para levar Internet para mais brasileiros






Febratel: subsidiar o diesel com o Fust é desconectar os brasileiros

Federação Brasileira de Telecomunicações se posicionou contra a destinação de recursos do FUST para a subvenção econômica à red ...

LEIA MAIS



Na era digital, o Brasil é o país que mais cobra impostos sobre os serviços aos consumidores

Serviços bons e mais baratos dependem de políticas públicas que permitam baixar a carga de quase 50% de impostos paga hoje pelo ...

LEIA MAIS



Com mais infraestrutura, PMEs aumentam o consumo de internet no Brasil

Estudo TIC Empresas 2017, lançada pelo CGI.br, por meio do Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da In ...

LEIA MAIS



Brasil ativa 72 novos celulares 4G por minuto em maio

No quinto mês do ano, 3,2 milhões de novos chips 4G entraram em operação, somando um total de 116 milhões de acessos ativos. Ao ...

LEIA MAIS



Agência Telebrasil Copyright © 2018 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte