Formação de capital humano para a transformação digital -  Especial - Agência Telebrasil

Congresso precisa se sensibilizar para demanda de mão de obra em TICs

11/07/2019

O relator do projeto de lei 10.762/18, que cria o serviço social de aprendizagem das TICs, deputado federal Alex Santana (PDT/BA), afirma que reconhece a sensibilidade do tema e que busca uma solução para a demanda de qualificação de mão de obra para um setor relevante à economia nacional.

“Somos sensíveis em saber que o Brasil muda, que a indústria, principalmente da área de TICs, precisa ser atendida em suas demandas, que são constantes. A tecnologia evolui todo o tempo. E é preciso mão de obra com maior qualificação para que o País possa entrar no mercado mundial com respostas a essas demandas”, enfatiza.

À Newsletter da Telebrasil, o parlamentar admite que o projeto é sensível, por envolver o sistema S, mas que aposta no entendimento e no diálogo para chegar ao melhor consenso possível. A primeira discussão sobre o tema – uma audiência pública, realizada no dia 27 de junho – permitiu que todas as partes interessadas apresentassem as suas leituras para o tema. Alex Santana adianta que planeja realizar mais duas ou três audiências antes de finalizar o relatório. Assistam à entrevista.

TICs - Tecnologias da Informação e Comunicação

Mitsubishi Electric cria programa de capacitação gratuita nas novas tecnologias

Empresa global de automação centraliza os treinamentos em big data, machine learning e Internet das Coisas. As aulas acontecem por meio de aprendizado à distância e cursos presenciais. Para 2019, a meta da companhia é treinar 1000 pessoas.

Organizações reclamam da falta de qualificação dos profissionais de Internet das Coisas

Lacuna de habilidades é um dos pontos críticos para o incremento dos negócios conectados, revela a pesquisa IoT Signals, produzida pela Microsoft, com 3000 tomadores de decisões em todo o mundo. A falta de recursos para treinamento da mão de obra também é vista como fator a mais de complexidade.

Sem pessoal, o sistema de Ciência e Tecnologia está em risco no Brasil

Com a falta de reposição de mão de obra qualificada nas instituições governamentais, o Brasil pode ver o desmonte de instituições em áreas como defesa, medicina nuclear e outras. De acordo com dados apresentados em Audiência Pública, no Senado, as perdas de pessoal variam entre 10% a 12% ao ano.

Brasil tem de ensinar as profissões do futuro

Para aproveitar a oportunidade da digitalização da economia, é obrigatório investir na formação de mão de obra, segundo o deputado federal Vinicius Poit.


Formação de capital humano para a transformação digital - clique aqui e veja todo o especial.

Agência Telebrasil
Copyright © 2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte