Formação de capital humano para a transformação digital -  Especial - Agência Telebrasil

Brasil precisa correr para formar profissionais para as novas relações de trabalho

09/04/2019

“O Brasil ainda vive no século 20, e muitas vezes no século 19, quando se pensa em transformação, e o momento é de acelerar a entrada do Brasil no século 21”, pontua o secretário de Empreendedorismo e Inovação do MCTIC, Paulo César Alvim. “E essa jornada passa por tratar a transformação digital como estratégica”, acrescenta.

A formação de capital humano para o Brasil será um dos temas em debate durante o Painel Telebrasil 2019, que acontece de 21 a 23 de maio, em Brasília. Em entrevista à Telebrasil, o executivo do MCTIC assegura que não há economia digital sem pessoas capacitadas.

"A transformação digital é uma interação de três forças: tecnologia, processos e gente, sendo que pessoas são o pilar da mudança. Temos de criar condições para que mais pessoas se habilitem para a mudança", ressalta Alvim. O secretário observa que, hoje, o Brasil possui mais de 1 milhão de graduados, 50 mil mestres e 25 mil doutores, e é uma exigência transformar esse conhecimento em riqueza para o País. "Essa é uma escolha que tem de ser feita. Ciência, Tecnologia e Inovação são essenciais para um País ser forte", enfatiza.

Ainda segundo Alvim, hoje, inovação não é moda, é necessidade, mas a maior parte das empresas, por desconhecimento ou por insegurança jurídica, teme criar vínculos mais sólidos com a academia. "Há hoje o marco de Ciência e Tecnologia, e temos a missão de reduzir a burocracia e tornar mais claras as regras existentes."

De acordo com o secretário do MCTIC, as TICs são um pressuposto básico para o desenvolvimento de um país. "As TICs dão a conectividade básica para se ter o futuro. Ela são essenciais como são a água, rodovias e eletricidade". Para o Brasil cumprir a jornada digital, Alvim sugere uma concertação entre governo, empresas privadas e academia. "Para termos talentos precisamos ter uma concertação entre quem faz, quem fala e quem usa a Educação". Assistam à entrevista com Paulo César Alvim.

MCTIC – Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações
TICs – Tecnologias da Informação e da Comunicação

Mitsubishi Electric cria programa de capacitação gratuita nas novas tecnologias

Empresa global de automação centraliza os treinamentos em big data, machine learning e Internet das Coisas. As aulas acontecem por meio de aprendizado à distância e cursos presenciais. Para 2019, a meta da companhia é treinar 1000 pessoas.

Organizações reclamam da falta de qualificação dos profissionais de Internet das Coisas

Lacuna de habilidades é um dos pontos críticos para o incremento dos negócios conectados, revela a pesquisa IoT Signals, produzida pela Microsoft, com 3000 tomadores de decisões em todo o mundo. A falta de recursos para treinamento da mão de obra também é vista como fator a mais de complexidade.

Sem pessoal, o sistema de Ciência e Tecnologia está em risco no Brasil

Com a falta de reposição de mão de obra qualificada nas instituições governamentais, o Brasil pode ver o desmonte de instituições em áreas como defesa, medicina nuclear e outras. De acordo com dados apresentados em Audiência Pública, no Senado, as perdas de pessoal variam entre 10% a 12% ao ano.

Brasil tem de ensinar as profissões do futuro

Para aproveitar a oportunidade da digitalização da economia, é obrigatório investir na formação de mão de obra, segundo o deputado federal Vinicius Poit.


Formação de capital humano para a transformação digital - clique aqui e veja todo o especial.

Agência Telebrasil
Copyright © 2019 Telebrasil - Associação Brasileira de Telecomunicações
A Reprodução do conteúdo da Agência Telebrasil é autorizada mediante a indicação da fonte